sábado, 2 de abril de 2011

Resenha: A Garota Americana, Meg Cabot

Primeiramente eu queria dizer que eu admiro muito o trabalho da Meg Cabot e o modo como ela faz cada livro uma história ainda mais apaixonante que a outra. Queria também dizer que ela é a autora que eu me inspiro para escrever meus próprios textos, me espelhando na tirada humorística e descontraída do modo como ela escreve e que fico impressionada como leio tantos e tantos livros e sempre acabo adorando mais e mais os livros dela.


A Garota Americana baseia-se na história de Samantha Madison, uma pequena adolescente de quinze anos rebelde, filha do meio e eternamente ignorada pelos pais e apaixonada pelo namorado da irmã mais velha, Jack, o qual é um artista igual à Sam. Por suas notas baixas em alemão, a matéria que Sam elegeu, sua mãe resolve colocá-la num curso de arte, coisa que ela abomina a príncipio porque alega que isso irá acabar com a criatividade dela. Na sua segunda aula de arte com a "rainha dos elfos" Susan, Sam decide matar aula e, nisso, acaba salvando o presidente dos Estados Unidos de um atentado à sua vida. A grande tirada da história é que, de fato, salvar a vida do presidente não te faz pensar numa história cheia de romance e que seja legal e agradável para os jovens. Mas, então, estamos falando de Meg Cabot, a autora que já fez uma garota atingida por um raio ser a maior fofa da história. A autora faz uma coisa relativamente sem graça se tornar a liga entre o casal principal e entre tudo que acontece no desenrolar da história, principalmente com David, o filho do primeiro-filho.
É gostoso de ler e é cansativo em pouquíssimas partes, fazendo com que você largue o livro apenas quando chegar à última página.


Sinopse
Samantha Madison é uma menina ruiva e rebelde de 15 anos, cheia de problemas. Filha do meio, vive oprimida pela beleza da irmã mais velha Lucy e a inteligência de Rebecca, a caçula. Para piorar, ainda está apaixonada por Jack, namorado de Lucy. Em Washington, capital dos Estados Unidos, leva uma vida muito parecida com a de tantas outras garotas de sua idade. Até que um dia resolve matar uma aula de arte e, por acaso, salva o presidente americano de uma tentativa de assassinato. Samantha logo se transforma em uma celebridade internacional. E vê sua vida virar de cabeça para baixo ao ser nomeada embaixadora da ONU, sem saber exatamente o que o cargo significa. As coisas ficam ainda mais enroladas quando descobre que aquele colega de sala bem bonitão é o filho do presidente. E está apaixonado por ela.


Nenhum comentário:

Postar um comentário