segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Apresentando: O País do Vento, por Amanda Steilein

Guys, meu novo projeto :)
Comunidade no orkut oficial O País do Vento.


Um príncipe renunciado.
Uma princesa em ascensão.
Uma vingança – um conflito secular.
Um amor improvável.
Fogo. Sangue. Futuro.
O destino os uniu. A morte pode separá-los.

Dona de um talento especial, Ailly Vanzuitta prevê o futuro de todos – exceto o dela mesma. Ela sabe que algo está errado quando seus pais desaparecem sem ela ter que sequer um vislumbre de que isso aconteceria.
Ailly não esperava que a resposta do mistério do sumiço repentino de seus pais viesse numa carta, revelando-lhe sua verdadeira natureza, introduzindo-a num mundo completamente diferente para ela.
É lá que Ailly conhecesse Vaiola Sinead e Flynn de Soulin, vivendo, juntos, as mais perigosas situações. Situações que podem matá-los e destruir todo um trabalho de séculos.
Segurança, poder e confiança.
Tudo pode mudar. A decisão se coloca diante deles. E eles não sabem o que fazer.

Prólogo


Irlanda, Corte de Soulin, 1990

Cintia Vanzuitta exalava ansiedade.
- Apenas quero prepará-lo – ela dizia ao seu marido, Vinicius Vanzuitta. – Só por um tempo, querido. Nós voltaremos.
Vinicius franziu o cenho e juntou as mãos.
Era um homem alto e corpulento, de ombros largos e musculatura definida, traços fortes e marcantes em seu rosto bonito, contracenando com olhos astutos e sagazes, tão verdes como um bosque em plena primavera.
Ele vinha resistente à idéia de uma viagem ao Brasil fazia algum tempo, mas Cintia não estava disposta a desistir.
- Nosso filho tem o direito de nascer na Corte, Cintia – disse Vinicius, sua voz grave e controlada ressoando no aposento mal iluminado.
Cintia tentava manter-se controlada, embora suas emoções estivessem mais intensas do que nunca. A gravidez, pensou. Controle-se.
Respirou profundamente durante alguns segundos antes de retomar a palavra.
- Não quero que ele nasça entre duques que querem vê-lo morto – ela quase gritou, esquecendo a compostura e a cerimônia de palavras. – Vinicius, você tem que entender isso. Não importa onde nosso bebê nasça, o direito ainda será dele, não importa quanto tempo fique afastado.
Isso fez Vinicius hesitar, mas Cintia o conhecia bem o suficiente para saber que ainda não o tinha convencido totalmente. Mas estava perto disso.
- Querido, – ela andou até ele e ajoelhou-se ao seu lado, segurando as mãos dele firmes contra as dela. – por favor, pelo bem do nosso filho. Por mim.
- Cintia, não seja tão radical – disse ele, apertando as mãos dela. – Tenho certeza de que--
- Vinicius, você sabe melhor do que eu que aqueles porcos farão de tudo para acabar com nosso herdeiro.
O marido de Cintia suspirou e ela soube que a única coisa que restava agora era fazer as malas e pular dentro e um avião.
- Tudo bem – ele disse olhando dentro dos olhos da esposa. – Mas só por um tempo.
Cintia sorriu agradecida.
Apenas por um tempo.


Introdução

Brasil, 2010

Para uma garota que perdeu os pais, as coisas são difíceis. Tudo fica mais escuro, a vida não é mais algo colorido e cantante, mas sim algo em preto e branco, como no cinema mudo onde Charles Chaplin fazia suas atuações cômicas e até hoje louvadas.
As coisas são bem difíceis para uma garota que perdeu os pais.
Mas para uma garota que não sabe o que aconteceu com eles, as coisas são mais difíceis ainda.
Alguns podem chamar de negligência, mas quando Ailly Vanzuitta simplesmente chegou em casa e não encontrou seus pais lhe esperando como sempre faziam, ela não entrou em desespero.
Ela apenas achou que ele tinham ido ao mercado ou até a vídeo locadora devolver alguns filmes.
Então ela viu os DVDs empilhados do lado da televisão.
Mas, ainda assim, ela deu de ombros e esperou.
Eles voltariam logo.
Ailly esperou durante duas horas, até seu irmão, Felipe chegar em casa do trabalho.
Então sua irmã Jennyfer chegou também.
E foi mais ou menos aí que Ailly começou a surtar.
Eles ligaram para os celulares deles, mas sempre fora de área, nunca ninguém atendia.
Foi nessa parte que eles chamaram a policia.
- Quanto tempo eles estão fora? – foi o que o guarda com uniforme cáqui perguntou. Ele usava coturnos legais, também.
Mas Ailly não estava prestando atenção nessas coisas aquele dia. Ela só queria saber onde Cintia e Vinicius Vanzuitta estavam.
Era só isso o que ela pedia ao guarda de uniforme cáqui.
- O senhor vai encontrá-los? – Ailly perguntou de forma abrupta e inesperada, fazendo o guarda notar sua presença apenas naquele momento.
O guarda sorriu, condescendente.
Isso fez o coração de Ailly se apertar.
- Como é seu nome, garota? – o guarda perguntou com simpatia, como se realmente se importasse com o nome dela.
- Ailly – ela respondera impaciente.
Queria que ele saísse dali e fosse achar os pais dela logo.
- Quantos anos você tem, Ailly? – ele continuava falando.
Por que ele não ia embora, procurar? Ele estava apenas perdendo tempo.
- Quinze.
Era uma mentira. Ela tinha catorze. Ailly iria fazer quinze na próxima semana, mas ela não se importava com isso agora.
Os pais dela tinham sumido, evaporado como se fossem água em ebulição. Apenas sumido do nada, sem avisar, sem dizer nada a ninguém, sem deixar nenhum bilhete ou mensagem.
Alguém precisava fazer alguma coisa.
- Nós vamos fazer o possível – o guarda disse e continuou perguntando coisas como a idade, altura, cor dos olhos e do cabelos dos pais dela para Felipe.
No fim, Felipe encontrou uma foto e entregou ao guarda.
- Obrigado, senhor Rousefell – Felipe agradeceu ao guarda ou senhor-sei-lá-o-quê.
Ailly não queria saber o nome dele.
Então os dois apertaram as mãos e o policial Rousefell foi embora, voltando-se para suas tarefas habituais como repassar ocorrências e esse tipo de coisa chata que ele odiava fazer.
- Tudo bem – Felipe disse.
Ele só tinha dezenove, mas ele parecia ter muito mais naquele momento.
Os olhos dele estavam cansados e com bolsas debaixo dos grandes e brilhantes olhos castanhos. O cabelo loiro escuro estava bagunçado no topo de sua cabeça, fazia tempo que ele não cortava. Para atrair garotas, foi o que ele disse na semana passada.
Isso parecia ter acontecido há um milhão de anos.
- Jenny – ele sussurrou meio gentil e meio irritado. – Não chore. Vai ficar tudo bem.
Era outra mentira.
Não ia ficar tudo bem.
Jenny tinha dezessete. Ela trabalhava também, assim como Felipe, mas ela era muito mais emotiva que ele e Ailly juntos.
Certa vez, ela chorara dois dias seguidos porque o pai deles havia matado um sapo que estava na lavanderia.
Ela foi alvo das piadas de Felipe por duas semanas inteiras.
Com preocupação e desespero, Ailly percebeu que Felipe não estava nada propenso a piadas agora. Pelo contrário, ele estava mais sério do que Ailly algum dia já tinha visto.
Jenny apenas balançou a cabeça exasperada e correu para seu quarto, batendo a porta atrás de si. Ailly quis ir atrás dela, mas Felipe a impediu.
- Ela precisa de um tempo – suspirou e jogou-se no sofá vermelho desbotado da sala. Ele encarou suas mãos por alguns instantes.
Ailly sentou-se do lado dele, ignorando tudo o que ela sempre evitou, aquele contato, aquela troca de energia e as visões.
- Estamos ferrados, não estamos? – ela perguntou retoricamente.
Felipe nunca mentiu para ela. Sempre dissera que Ailly era suficientemente forte para suportar a verdade e realidade dos fatos, mas naquele momento, Ailly queria desesperadamente que ele mentisse.
Ela queria que ele dissesse que tudo ficaria bem, que encontrariam os pais dela.
- É – ele olhou-a de esguelha. – Nós estamos ferrados.
Ela suspirou e aconchegou-se mais perto dele, descansando sua cabeça no ombro do irmão. Felipe passou os braços ao redor dela.
- Vamos tentar fazer tudo ficar bem – ele sussurrou e ela sentiu. Aquilo era a real verdade e não a coisa menos grossa e mais suave que ele sempre dizia para Jenny. – Nós dois vamos ter que segurar as pontas até a Jenny ficar melhor. Você está bem, não está? Não vai surtar ou algo assim, vai?
Ela quase riu com a nota de desespero na voz dele.
- Não vou surtar – prometeu.
Mas ela não podia prometer que seria capaz de segurar as pontas. Ailly sentia seu coração aos pedaços, sua cabeça voando para perguntas como “Eles estão bem? Estão com fome? Estão sendo maltratados? Deus, alguém pegou eles? Será eu estão amarrados em algum lugar?”.
Tudo era tão confuso e doloroso. Ela só desejava que fosse um pesadelo do qual ela logo pudesse acordar.
Mas não era. E o pesadelo estava apenas começando.

Desafio The Darkness: Os Perdedores & O Último Mestre do Ar

Os Perdedores

Nota: 10,0 *-* Amei o filme ♥

A minha parte favorita é quando o lindo do Chris Evans é encurralado pelos guardas no elevador e ele diz que 'fizeram experiências com ele' e aponta os dedos em forma de arma para eles e eu fiquei bem surpresa quando ele realmente atirou. Cara, é a melhor parte do filme *-*
O personagem mais tenso é o Max, óbvio. Tipo:
"Por que você fez isso?"
"Você acenou com a cabeça, achei que era pra jogá-lo do prédio."
"Eu fiz isso para você dar um soco e, no máximo, quebrar os seus dedos."
É. E ele é um babaca, também.

O Último Mestre do Ar

Nota: 10,0 :X

Minha parte favorita é o final, quando ele descobre como dominar a água, fazendo o que o dragão disse para ele fazer: mostrar à provincia do fogo o que a água é capaz de fazer, embora ele não devesse matar ninguém. O efeito especial é muuuito bom.
O personagem mais tenso é, na minha opinião, a irmã do rei da provincia do fogo, embora ela só tenha aparecido beeem no finalzinho. Na verdade, ela já deu arrepios só de aparecer três segundos no vídeo.

Hei, desafio completo :DD 7 filmes. Eu sou demais, eu sei :*

domingo, 30 de janeiro de 2011

News: Silence, Falling for the Fallen, Becca Fitzpatrick

E a Becca divulgou no twitter dela essa semana o nome do terceiro livro da série Falling for the Fallen, o qual será Silence. Não foi divulgada capa nem nada ainda, mas na internet a gente pode encontrar bastante fanart. Enfim.
Eu gostei do nome e espero que a capa seja tão fodástica quanto as outras duas *-*

sábado, 29 de janeiro de 2011

Desafio The Darkness: Stardust & Blade Trinity


Stardust

Nota: 9,5 - o mocinho poderia ser menos bobo no começo do filme -qw

Minha parte favorita é quando o protagonista (o qual esquei o nome, desculpa .-.) vira um camundongo e a Estrela se declara para ele. Mas é mais emocionante - porém não mais fofo - ver o cara sendo um camundongo (#
O personagem mais tenso é a bruxa estranha e super gananciosa, óbvio. Faz da vida de todos um inferno e mata metade do elenco. Só que o personagem que eu mais amei foi o Capitão Shakespeare *----* Lindo.

Blade Trinity

Nota: 8,0

Eu nunca tinha assistido Blade até então. Tudo bem, o filme é bom, a história é interessante, mas não assim tão impressionante. Minha parte preferida foi quando aquela vampira bitch estava torturando o personagem do Ryan Reynolds e ele ficou fazendo aqueles comentários ironicos mesmo sendo espancado por uma pessoa que tem o dobro da força dele.
O personagem mais tenso é o Drake ou mais conhecido como Drácula, porque ele é um babaca fodão o filme inteiro e acaba "ajudando" o Blade no final. Mas isso só porque o Blade matou ele.

¬¬

Uma coisa pra dizer: msn da porra que não entra há quase um mês e obriga a instalar a nova versão.

Review: Vampire Academy, Richelle Mead ♥

Essa é, com toda certeza, uma série que vai deixar saudade.
É uma história cativante, que faz você arder para a continuação em todos os volumes. Os acontecimentos - desde a aluna se apaixonando pelo professor até a princesa Dragomir enlouquecendo pelo espírito; são coisas que te fascinam, fazendo você não parar de ler.
A príncipio, parece uma história qualquer de vampiros e humanos, só mais uma dentro de um universo cheio de outras besteiras vampirescas. Mas não. Richelle Mead criou um mundo vampiro diferente, dividido em classes, cheio de monarquia e sujeira política, com um vilão apaixonado por suas crenças e capaz de tudo para torná-las reais, palpáveis. Você compreende o ponto de vista do vilão, embora a personalidade do mesmo vá evoluindo de tal forma até você odiá-lo completamente.
Em Vampire Academy cada personagem é minuciosamente encantador, todos contagiantes ao seu modo. Se você deve odiá-lo, você odeia; se você deve amá-lo, você ama. Simples assim. A autora expõe a personalidade dos mesmos e é como é: você despreza o vilão e adora o mocinho, como deveria ser.
Cada personagem é único, Rose, Adrian, Lissa, Dimitri, Christian, Mikhail, Sonya - todos fazendo seus próprios dramas e inspirando-nos a gostar deles. Você se envolve na história e torce realmente para tudo dar certo. É isso que faz um bom livro. É isso que faz sucesso porque é isso que emociona. Uma história ficticia que ocorre num mundo alternativo, mas que desperta seus sentidos, suas emoções.
Isso é bonito, mesmo que não seja real.

Vampire Academy
Rose Hathaway e sua melhor amiga Lissa Dragomir voltam para a St. Vladimir’s Academy depois de dois anos vivendo no mundo normal, elas fugiram da academia. Rose, uma dhampir, tem que voltar para um vigoroso treinamento para alcançar os seus colegas de classe para se tornar uma guardiã oficial para Lissa, uma real Moroi, depois que ela se formar. Como ela está desesperadamente atrasada em seu treinamento, ela deve ter sessões extras com o outro guardião da Lissa, o Dimitri, um poderoso guardião com quem a Rose forma uma ligação especial. Não muito tempo depois de seu retorno, Lissa começa a receber ameaças como animais mortos, o que faz com que ela entre em pânico e ameaça danificar o seu já frágil estado mental, onde o poder espírito dentro dela está a deixando deprimida e também porque a sua família foi morta vários anos antes em um acidente de carro. Atormentada por isso e imaginando quem está por trás disto, Rose tenta manter a Lissa segura por uma ligação que elas têm com que ela sente e vê tudo o que a Lissa vê.

Frostbite
Rose e Dimitri descobrem uma família de Moroi e seus guardiões massacrados por Strigois quando eles viajam para a sua casa para o exame qualificatório da Rose, que deixa St. Vladimir em alerta máximo. Para proteger os alunos um ski lodge é disponibilizado para os alunos e suas famílias durante as férias de Natal. O lugar é cheio com mais guardiões, inclusive a mãe ausente de Rose, Janine Hathaway. Até no lodge, o relaxamento é cortado por mais notícias de outro ataque Strigoi, e a comunidade se torna assustada e insegura do que está acontecendo. Rose descobre que três colegas delas fugiram para caçar os Strigoi responsáveis.

Shadow Kiss
Com a formatura se aproximando, os noviços da St. Vladimir são assinados a um Moroi, a quem eles devem proteger por seis semanas como parte do seu treinamento. Rose, quem estava esperando pegar a Lissa, é assinada para proteger Christian Ozera enquanto seu amigo Eddie protege a Lissa. Durante este tempo, o comportamento de Rose muda: seu temperamento ataca mais rápido, ela está tendo pensamentos sombrios, e o mais significante, começa a ver fantasmas, mais freqüentemente seu antigo amigo Mason. Enquanto isso, o julgamento de Victor Dashkov está chegando, e Rose está determinada a ser uma das testemunhas, mesmo que a Rainha não permitiria, e até Dimitri não consegue que Rose e Lissa vão. Na escola, Rose continua a ficar cada vez mais próxima de Dimitri, que tenta ajudá – la com suas visões e estado mental sombrio, que parecem estar piorando.

Blood Promise
Até onde Rose irá para manter sua promessa?
O recente ataque Strigoi a Academia St. Vladimir foi o mais fatal na história da escola, reivindicando as vidas de estudantes Moro, professores, e guardiões. Ainda pior, os Strigoi levaram algumas de suas vítimas com eles… inclusive Dimitri. Ele prefereria morrer do que ser um deles, e agora Rose deve abandonar sua melhor amiga, Lissa – a que ela jurou proteger não importa o que – e manter a promessa que Dimitri a implorou fazer tempos atrás. Mas com tudo em jogo, como que ela pode destruir a pessoa que ela mais ama?

Spirit Bound
Dimitri deu a Rose a escolha final. Mas ela escolheu errado…
Depois de uma longa e desadoladora jornada até a cidade natal do Dimitri na Sibéria, Rose Hathaway finalmente voltou para St. Vladimir - e para a sua melhor amiga, Lissa. Está perto da formatura, e as meninas mal podem esperar para as suas vidas reais além dos portões de ferro da academia. Mas o coração de Rose ainda doi por Dimitri, e ela sabe que ele está lá fora, em algum lugar. Ela falhou ao matá-lo quando ela teve a chance. E agora os piores medos dela estão preste a ser tornar verdade – Dimitri provou o seu sangue, e agora ele está a caçando. Só que desta vez, ele não vai descansar até que Rose se junte a ele… para sempre.


Last Sacrifice
Assassinato. Amor. Ciúme. E um último sacrifício. Agora, com Rose tendo sua vida julgada e Lissa na primeira fila para sucessão do trono real, nada será o mesmo entre elas.

Resenha: Last Sacrifice, Richelle Mead

-  resenha com spoilers
Spirit Bound foi muito bom porque iniciou novas tramas e abriu novos caminhos para o último livro, deixando coisas novas para serem esclarecidas.
Adorei. Adorei muito mesmo o final da Rose e do Dimitri, da Lissa e do Christian, do Abe e da Janine *-* A trama foi bastante conflituosa, cheia de ação e momentos que você fica "OMG, como assim?". Tipo quando a Sonya virou Moroi de novo e quando a escuridão do esírito explodiu dentro da Rose e ela matou o Victor.
Na minha opinião, Victor merecia um final mais emocionante, tipo apodrecendo eternamente em Tarasov. Ele fez tanta coisa pra Lissa que ele merecia pagar pelo que fez realmente.
Também não curti muito o final do Adrian. Ele não precisava ter saído assim tão, sei lá, coitadinho. Ele podia encontrar alguém legal pra ele e não bancar a vítima com a Rose no final, embora ele tivesse razões pra isso. Quer dizer, coitado do cara, a namorada que ele ama trai ele quase que descaradamente.
Mas ei, era o Dimitri, cara.
De qualquer modo, a busca da Rose pelo irmão ilegítimo da Lissa e a descoberta de quem é ele, de fato, foi bem emocionante. Eu não imaginava quem era. E o assassino da Tatiana também nem passou pela minha cabeça que fosse quem foi. Eu sempre nutri uma desconfiança pela Daniella, a mãe do Adrian, por ela ser tão boazinha e compreensiva. Tipo, qual é, ninguém é assim tão tranquilo. Não em Vampire Academy. Eu também achava que poderia ter sido o pai dele, mas, no fim das contas, o cara não tinha nada a ver com isso.
É, eu nem cheguei perto de acertar meu palpite, er ¬¬
Eu estava nessa de não ler o spin-off de VA, a nova série que a Sidney vai protagonizar, mas cara, eu vou ter que ler. Primeiro que eu gosto dela, depois que eu amo o jeito da Richelle escrever, e então tem uns mistérios em volta da Sidney que eu estou toda curiosa pra saber.
Mas isso não é novidade porque eu sempre sou curiosa. E isso me tortura frequentemente, er .-.
Enfim, vale a pena ler dãr, diga algo que não é óbvio e o final da Rose é bom mesmo, porque tudo acaba dando certo, de uma maneira louca.

Trechos

Ele tinha a mesma expressão. Verdade, era a mesma de várias vezes. Era a única que as pessoas temiam e admiravam. Era aquela que eu amava.
Capítulo 4

"Ah, minha filha" ele disse. "Dezoito anos e já foi acusada de assassinato, ajudar fugitivos e já matou mais do que a maioria dos guardiões que já viu" ele pausou. "Não podia estar mais orgulhoso".
Abe, Capítulo 4


Finalmente, Dimitri respondeu: "Não vou deixar você. Nenhum dos seus argumentos lógicos a La Rose vão funcionar. E se você tentar fugir de mim, vou te encontrar."
Dimitri, Capítulo 4

"Hey" eu respondi. "Não somos nós que temos macacões e banjos."
"Rose" disse Dimitri, com um olhar para a porta. "Tenha cuidado. E além do mais, só vimos uma pessoa de macacão."
Capítulo 9

"Hm" Adrian disse, entrando. "Então é assim que vocês vão resolver o problema da família. Dragomirzinhos. Boa ideia."
Capítulo 19

selinho #2


Regras:

1) Dar o link de quem te indicou: Blog Floreios e Borrões e da Natália, do Presa em seus Pensamentos.
2) Responder:
Nome: Amanda
Uma música: Dom Quixote, Engenheiros do Hawaii
Humor: Extrovertida
Uma cor: Roxo
Uma estação: Inverno
Como prefere viajar: Depende :)
Um seriado: Supernatural
Frases mais ditas por você: Não é exatamente uma.
O que você achou do selo: Legal :))
3) Indicar blogs:
Kimberlly, do Amores Sobrenaturais.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Fanfic: The Yellow's Jeep Girl

A Jessica do blog Love Will Keep You Up All Nights, está escrevendo uma fic, The Yellow's Jeep Girl, no blog dela e resolvi divulgar isso porque adorei o jeito que ela escreve, simples e sensível, profundo e encantador *-*
A história é linda. Quem quiser dar uma olhada, aqui.

xoxo ;*

News: The Mortal Instruments, Filme


Fonte Livros Em Série.

Ah ! - gritinho histérico.
Alex Pettyfer precisa ser escalado para o Jace. Sério, eu não pdoeria ficar mais feliz se isso acontecesse. Ele combina com o papel e é quase como o Jace é na minha imaginação. ALém do mais, eu gosto da atuação dele e ele fez o Kyle/Adrian em A Fera *-*
Me ignorem, eu sou louca por esse ator.
Só uma coisa: não gostei da comparação com Crepúsculo ¬¬ Nada a ver, na boa. Bella? Cabeça dura? Certo. Jace querendo esconder segredos? Na boa, foi o personagem principal mais atirado que eu já vi, indo direto na mocinha, bem estilo "seguinte, eu sou um vampiro". No caso, Caçador de Sombras, mas vocês entenderam meu ponto. Acho.
Enfim.
Pra quem não conhece o Alex Pettyfer: em que mundo você vive, meu caro?


"O modelo britânico não só se tornou ator e estrela na adaptação da DreamWorks/Touchstone, de James Frey e Jobie Hughes, do livro de ficção científica I Am Number Four, mas a Vulture ouviu dizer que o modelo-ator de 20 anos também pode estrelar uma outra adaptação juvenil para a telona: a da série Os Instrumentos Mortais, de Cassandra Clare. Na verdade, fontes internas nos disseram que o diretor da Screen Gems, Clint Culpepper, deseja fortemente escalar Pettyfer para a história de amor sobrenatural, e que só dará sinal verde ao filme se conseguir fechar com o ator. Negociações são esperadas para o fim dessa semana, e um anúncio formal poderia vir logo depois. Para os não-iniciados (tradução: velhos), a série de Clare é sobre uma garota que acaba num grupo de “Caçadores das Sombras” que caçam e matam demônios à solta nas ruas da cidade de Nova Iorque. O primeiro volume, Cidade dos Ossos, se tornou um Best-seller logo quando lançado, em 2007, e é muito fácil ver o porquê: os livros são basicamente um Crepúsculo com demônios ao invés de vampiros. Uma garota cabeça-dura como personagem principal? Confere. Um cara gato interessado em esconder um Terrível Segredo? Confere. O melhor amigo pining in the wings? Confere! Uma breve apresentação do personagem oferecido a Pettyfer, o sarcástico Caçador das Sombras Jace Wayland, é de um garoto com seu másculo e definido corpo riscado por símbolos estranhos. Felizmente, Pettyfer já tem sete tatuagens, incluindo um símbolo Celta em seu peito, um escrito árabe na parte interna de seu braço direito e ideogramas chineses abaixo da cintura. E para a heroína, Clary Fray, no mês passado o diretor de Mortal Instruments, Scott Charles Stewart (Priest) escalou Lily Collins, de 21 anos (quem também fez Priest, assim como The Blind Side). Fontes por dentro da situação dizem que agora a Screen Gems que lapidar o script um pouco, mas planeja começar as gravações em março, para que um acordo seja feito com Pettyfer."

Desafio The Darkness: A Proposta, Centurião & Diário de uma Babá


A Proposta

Nota: 10,0 *-* Amei esse filme de paixão e revi ele pela, sei lá, décima vez ontem a noite *-*

Minha parte favorita é quando a Sandra Bullock vai ajustar o vestido de noiva e fica toda comovida e logo em seguida fica furiosa e vai pra lancha onde o Ryan Reynolds está esperando pra levar ela pra casa e ela cai na água e depois de todo o drama (ela não sabe nadar), o Ryan resgata ela e pergunta alguma coisa sobre o que ela estava pensando e ela diz, tremendo, toda vulnerável: "Você virou o barco e me fez cair, idiota".
Rachei nessa parte (x
E o personagem mais tenso desse filme é o Ramone, o pau pra toda obra: vendedor, dançarino exótico, garçom e pastor ou seja lá o que for.

Centurião

Nota: 9,0 - achei que o filme poderia ter continuado mais um pouco no final, ao invés de terminar daquele jeito.

Minha parte favorita é o final (embora eu não tenha gostado taanto assim do fim), quando Quintus volta para a feiticeira que ele ama e caí do cavalo, todo machucado. Você acha que ele vai morrer, mas então vem a narração: "Esse não é o começo e nem é o fim da minha história".
Amei, amei *-*
O personagem mais tenso é a Etain, que quer matar o Quintus a qualquer custo e é uma praga, se você quer saber. Aquilo parece que não morre .-.

Diário de uma Babá

Nota: 8,0 - acho que a protagonista poderia ter um pouco mais de pulso firme em determinadas situações.

Minha parte favorita é quando ela conhece o 'Gatão de Harvard' com metade da calcinha aparecendo, trancda fora do apartamento, toda enrolada e eis que aparece o lindo e maravilhoso Chris Evans aparece.
O personagem mais tenso é o idiota do Sr. X ¬¬


Beleza, já foram três filmes, faltam só quatro agora. Pretendo assistir de novo Legião, Wolverine, O Livro de Eli e Tekeen.

xoxo :*

Resenha: A Batalha do Labirinto & O Último Olimpiano, Rick Riordan

Pra ser sincera, quando me disseram que era bom eu não acreditei.
Ainda bem que eu sou teimosa e leio livros mesmo que estes deem sinais de não serem bons e mesmo que meio mundo me diga que é ruim. Eu gosto de tirar minhas próprias conclusões e foi por isso que eu arrisquei e comprei os livros da saga Percy Jackson e os Olimpianos.
Ainda bem que eu comprei.
É muito, mas muito legal. Quando você pensa que a coisa tá calma, que a ação acabou e vamos ter um fimd e livro tranquilo e clichê, chega um monstro e quase come o protagonista - no modo literal do termo.
Além do mais, é a primeira saga que eu vejo que, quando dizem no primeiro volume que 'os semideuses vivem pouco e em constante perigo', bem, a coisa de fato é assim.
O protagonista e os seus amigos vivem em constante perigo, sempre a beira da morte e o legal é que não enjoa - só te faz querer ler mais ainda.
E, omg, eu adorei o final da saga. Não fica aquela coisa mal resolvida e o final não é do tipo que te dá raiva. E aconteceu justamente o que eu queria que acontecesse desde o começo *-* Obviamente, isso me deixou bem feliz :DD
/spoilers Tipo, eu gostava do Luke desde o começo, mesmo com ele fazendo aquilo tudo e tal, só que, ao contrário dos vilões comuns, você entende o por que de ele estar fazendo tudo o que faz. Tudo bem que não justifica, mas eu sentia peninha dele e queria que ele virasse a casaca de novo e votlasse a ser do bem.
Achei muito lindo a parte final, quando o Luke pede pro Percy da a faca da Anabeth para ele mesmo se matar porque ele sabia onde era seu ponto fraco /own. E toda a parada da profecia não ser sobre o Percy e tudo o mais.
Eu gostei meeesmo :)

- Estou aqui porque, quando tudo mais dá errado, quando todos os outros deuses poderosos partem para a guerra, sou o que resta. O lar. A lareira. Sou o último olimpiano. Você deve se lembrar de mim quando enfrentar sua decisão final.

(O Último Olimpiano, Rick Riordan, pg 106)

Desafio The Darkness, 7 filmes & 7 dias

Desafio feito pela Kath, do blog The Darkness.
Fui indicada pela Jenny, do Moonlight.



As regras do desafio:
-Cada vez que vocês assistirem o filme tem que fazer um post falando: nome do filme, uma imagem do filme, nota que você deu ao ver o filme, parte favorita e personagem mais tenso;
-Indicar o desafio para seus blogueiros preferidos;
-Fazer a lista dos filmes que você ira ver nesses 7 dias.

Eu indico para o desafio:
Wayne, do blog Wayne Kyle
Rafael, do blog Metamorfose
E para todos que quiserem /preguiçadepegaros links,medeixa .-.

sábado, 22 de janeiro de 2011

selos #3


Ganhei esses selinhos da Jenny do blog Moonlight :)

Regrinhas:
1. Repassar o selo a 15 blogs e avisar.
2. Responder as perguntas.

Nome: Amanda Steilein
Uma música: Blind - Face to Face
Humor: Extrovertida
Uma cor: Roxo
Uma estação: Primavera
Como prefere viajar: Com meus amigos sz
Um seriado: Supernatural *-*
Frase e/ou palavra mais dita por você: tipo  -q
O que achou do selo: Cuuurti (y



Qual o gênero do livro perfeito?
Romance/Ficção
Qual a época do livro perfeito?
De 2006.
Qual mocinho do livro perfeito?
Henry DeTamble ♥
Qual a mocinha do livro perfeito?
Clare Abshire
Qual vilão do livro perfeito?
Não tem um vilão. O vilão é o tempo.
Qual enredo do livro perfeito?
A obra consiste em um único livro, romance de estréia da autora Audrey Niffenegger, A Mulher do Viajante no Tempo. O livro fala sobre um homem que conhece sua esposa quando criança, devido a um distúrbio genético que o faz viajar no tempo.
Qual o público do livro perfeito?
Adulto
Qual escritor do livro perfeito?
Audrey Niffenegger ♥
Quem seria você no livro perfeito?
A mulher do Henry *-*
Qual a capa do livro perfeito?




Esse ganhei da Jenny, da Lola, do O Mundo Secreto de Lola, e da Maiara, do Ordinary Girl.
1 - Indicar a 10 blogs.
2 - Responder as perguntas.

1. Qual seu objetivo mais pessoal?
R: Publicar pelo menos um dos meus livros.

2. Que tipo de musica você prefere?
R: Rock clássico, mas admito que alguma coisa de hoje em dia me atraia.

3. Tem alguma musica em especial?
R: Blind - Face to Face

4. Gosta de ver fotos?
R: Sim, principalmente quando sinto saudades. Isso é meio masoquista.

5. Ultimo filme que viu no cinema:
R: Centurião

6. Você é convencido?
R: Bem. Não sei. Acho que não.

7. Quais os problemas mundiais que te preocupam mais?
R: A desigualdade social .-.

8. Até aonde você é capaz de ir pro amor?
R: Ainda não senti algo que me fizesse ser capaz de tudo.

9. Gosta de ler?
R: Adoro perguntas retóricas.

10.O que acha mais romântico?
R: Não sei. Algo que não seja forçado, que seja natural.

11. O que você acha da homossexualidade?
R: Não tenho absolutamente nada contra.

12. Você é capaz de morrer por alguem?
R: Pela minha família, sim.

13. Você acredita em horóscopo? Por que?
R: Not.

14. Você é organizado?
R: Not [2]

15. Você tem medo de andar de avião?
R: Siiiim :$

16. Gosta de sol, praia?
R: Gosto da praia. Não do mar -qw

17. Você usa óculos?
R: Não :)

18. O que faz aos sábados pela manhã?
R: Acordo tarde, sempre. E então faço o almoço /meninaprendada -qw.

19. Você vê muita TV?
R: Nops. Tem quer ter algo muito bom pra me fazer parar na frente da tv.

20. Tem algum Fetiche?
R: Acho que não.

21. O que você mudaria no mundo?
R: A desigualdade social desumana. Isso me revolta frequentemente.

22. Você é vaidosa?
R: Noops. Sou mais prática. Não tenho paciência pra maquiagem e por isso uso bem pouca.

23. Você gosta dos seus vizinhos?
R: Não vou responder essa pergunta.

24. Gosta de sopa?
R: Não, me lembra doenças .-.

25. A que horas você se levanta?
R: 6:30 durante as aulas, 11 durante as férias.

26. Partilhas teu quarto com alguem?
R: Sim.

27. Você é uma pessoa simples?
R: Sim.

28. Você tem boa memória?
R: Mais ou menos. Geralmente esqueço quando tenho provas importantes .-.

29. Você ve desenho animado?
R: Depende (#

30. Tem jeito para escolhe presente?
R: Definitivamente não. Deixo pra minha mãe fazer essas coisas.

31. Você já acampou?
R: Sim, com um bando de amigos, no quintal da minha casa (#

32. O que faz nas feiras de verão?
R: Saio com os amigos :)

33. Sai a noite? Aonde costuma ir?
R: Depende.

34. Primeira coisa que você lava no banho?
R: Rosto.

35. Com quem você vai estar hoje à noite?
R: Family ♥

36. O que vai fazer amanhã?
R: Não faço a mínima idéia.

37. Qual foi a ultima vez que você chorou?
R: Nem lembro.

38. Estação preferida?
R: Primavera.

39. Já bateu em alguém?
R: Não chegou a tanto :)

40. Qual a ultima musica que você fez para você mesmo?
R: Er, acho que nunca fiz isso.

41. Você fala o que vem na sua cabeça?
R: Algumas vezes.


Todos os selos dedicados aos meus seguidores :*

News: Como um Anjo, Ana Priscila

A autora postou o prólogo do livro no blog oficial *-*
Na boa, me deu vontade de ler mais *-*

O blog.

Hei everybody :)

A primeira coisa que eu vi quando abri o blog hoje foram os comentários. E, apesar do que algumas pessoas podem achar, comentários não sobem na minha cabeça, principalmente o número de seguidores ou o número de views. Quer dizer, ninguém me garante que essas pessoas que me seguem realmente leem o que eu escrevo ou se importam com o que eu posto. E, pra falar a verdade, eu não me importo muito. Eu não criei o blog com esse intuito. Criei para postar as minhas coisas e não para ficar agradando gente que não tem mais nada pra fazer na vida e fica sentado na sua cadeira acolchoada, fuçando na internet, lendo blogs dos quais não gosta apenas pra ter a capacidade de esperar carregar a página e escrever um comentário estúpido que não fará a menor relevância na minha vida.
Sério, Anônimos covardes que se escondem atrás de privacidade de comentários: CRESÇAM. E, na boa, arranjem alguma coisa pra fazer. Vão ler um livo, sair de casa, passear com os amigos, QUALQUER COISA.
Se comentar inutilidades e coisas pejorativas no blog dos outros (como a mudança do nome do MEU blog) faz você feliz, bem, me desculpe, mas é sinal de que sua vida está afundando e que você tem que realmente sair da frente do computador e do seu universo fake e voltar pra realidade, onde pessoas andam, falam NA CARA o que pensam de determinadas coisas e SE IDENTIFICAM.
Sinceramente.
Eu uso meu nome aqui, falo mal de Crepúsculo sabendo que tem tipo, um milhão de pessoas que ama, falo o que penso sobre livros e filmes sem me importar com o que vão pensar, porque o blog é MEU, a opinião é MINHA e se você não gostou, eu garanto que ninguém apontou uma arma para sua cabeça e o obrigou a ler meus posts.
E, bom, quem não tem a menor noção são vocês, que perdem tempo dedicandotempo pra mim, uma vez que ficou evidente que vocês não gostam ¬¬
E, por favor, me diga UMA VEZ que eu me achei por ter 230 seguidores.
E se você acha que "Vê se cresce anãzinha" fez alguma remota coceira na minha auto estima, bem, cara, você está realmente precisando de um novo repertório de piadinhas. Me polpe você dessa merdinha.
O blog não mudou nada, continuo postando as mesmas coisas, resenhas, sinopses e isso tudo, a única coisa que vetei foram os downloads. Se é por isso (e tenho praticamente certeza de que seja) que vocês Anônimos estão tão revoltados, coloquem sua preguiça de lado e mexam-se, abrindo uma página do Google e digitando a porcaria do que vocês querem na barra de pesquisa e PROCUREM ¬¬
Eu acho que eu é quem decido o nome que dou ao blog e se tem ou não a ver com ele. E se não sabe escrever Beautiful, abstenha-se de comentários.
O que eu tinha pra falar, já falei. E se quiserem continuar comentando, xingando, rogando praga ou qualquer merda assim, não estou nem aí e não vou mais ficar retrucando gente desse tipo que nem tem coragem de escrever o próprio nome. O problema sera seu e o ignorado sera você. Eu não dou a mínima para o que estão pensando de mim, disso vocês já deveriam saber.
Ah, e obrigada pras meninas (Maiara, Jenny/Gêmea e LaySaluanne) por terem se imposto lá sem terem obrigaçãod e fazer isso. Lindas *-*

xoxoxo :*

domingo, 16 de janeiro de 2011

uma quinta-feira perfeita ♥

Sinceramente, só vocês, minhas lindas (e lindo Eriksson ♥) do core eer, kk me fazem acordar nove horas da manhã em plenas férias e só com vocês que eu almoço pizza doce e logo em seguida caminho Schroeder para ir na sorveteria me entupir de doce, de novo.
E Camila, aquele bateirista é muuuito pégável, desculps .-.
São tudo que eu podia querer, galerë linda sz

Ailly's birthday, ano 1 & 2

Supernatural ♥

Só queria dizer que terminei de assistir toda a quinta temporada e achei tudo lindo nho nho *-*
O Sam se redimiu um pouco da quarta temporada, mas já estragou tudo na sexta, deixando o Dean virar um vampiro! What a hell? e pensar que eu gostava mais dele na primeira temporada ¬¬
Castiel é ainda mais comprovadamente o amor da minha vida com toda a sua ignorância angelical super fofa ♥
E ver ele bêbado foi demais. E a surra que ele deu no Dean foi completamente merecida, er.
Dels, como esses atores podem ser tão bonitos? .-.
De qualquer modo, adorei a quinta temporada e, na minha humilde opinião de fã alucinada, achei uma das melhores, tirando a primeira, óbvio.
Jensen sz sz sz
Parei ;*

Filme: Quando em Roma

Cara, fazia tempo que eu não ria tanto num filme de comédia romântica. Sério, ri do começo ao fim, com todas as trapalhadas da protagonista e o dom de dar de cara em qualquer coisa do mocinho, como virar e dar de cara num poste e esse tipo de coisa.
Sabe, me identifiquei. Parecia até eu andando nos corredores da escola, quase batendo no palanque, parando no último segundo.
Enfim.
O ponto forte do filme é o começo, no casamento da irmã da protagonista, onde damos mais risadas com o pai da personagem da Kristen Bell, com a própria Kristen Bell e com o fofo do Josh Duhamel que, mel dels, virou meu ídolo depois desse filme.
Ele e o Chris Pine, óbvio.
Ah #suspiro.
Bom, de qualquer modo, eu também tenho uma tara enorme pela Itália me diga uma coisa que não sabemos, Amanda ¬¬ e sou suspeita de novo pra falar, mas as confusões que os quatro homens dos quais Kristen (não lembro mesmo do nome da personagem ¬¬) se metem é muito, muito hilário.
O filme é ótimo meeeesmo, adorei, vale muito a pena assistir sz

Filme: Casa Comigo?

Adorei esse filme *-* É uma comédia romântica clichê, e qual não é? mas é fofo do mesmo jeito *-* Sou suspeita pra falar, adoro comédia romântica, mas esse filme tem uma história legal, apesar de, no meu ponto de vista a protagonista estar muuuito desesperada pra casar e se colocar naquela situação, bem, é algo que eu não faria, er. Mas a coisa que eu mais gostei foi do lugar onde se passa a história. Eu não sei, eu tenho alguma coisa com a Irlanda :D É um lugar lindo mesmo, cheio de tradições e lendas e aqueles castelos são, wow, demais.
Quando eu li a sinopse e vi a parte que um cara ia ajudar ela a chegar à Dublin, eu pensei "pronto, o cara vai se apaixonar e dar uma de bobo apaixonado, típico". Só que, aliás, foi totalmente o contrário.
O cara é um ogro, pra dizer o mínimo. Cavalheirismo é a última das qualidades dele.
Mas como alguém consegue ser ogro e ao mesmo tempo fofo?
Não faço ideia. Deve ser o rostinho bonito do Matthew Goode hehe, parei
De qualquer modo, o final é fofo demais e eu amei o filme

sábado, 15 de janeiro de 2011

News: Crescendo, Falling for the Fallen, Becca Fitzpatrick

A editora Intrínseca divulgou por esses dias a capa brasileira da sequência de Hush Hush, Crescendo neeeem amo, er e informou que o livro está previsto para ser publciado dia 11 de fevereiro.
A capa não mudou nada quando veio pro Brasil ainda bem -ufa. e eu acho que realmente não tinha nada que mudar. As capas de Hush Hush e de Crescendo são lindas e para agradar teria que ser, sei lá, alguma coisa mais fodástica ainda, algo que eu acho meio dificil, mas tanto faz.
Eis a capa: linda maravilhosa, ah ♥

Desafio Literário

Fui indicada pelo Blog Licious.


Meta de Leitura: 30 livros

Primeiro do ano: O Mar de Monstros, Rick Riordan
Gênero que vou ler mais: Clássicos brasileiros, eks.
Gênero que vou ler menos: Vampiros. Não aguento mais abrir um livro e descobrir que ele é sobre um bendito vampiro.
Lançamento internacional mais aguardado: Bite Club, The Morganville Vampires, Rachel Caine
Lançamento nacional mais aguardado: Tormenta, Lauren Kate
Lançamento de livro brasileiro mais aguardado: Sussurros de uma Garota Apaixonada, Mandy Porto
Continuação de saga mais aguardada: The Morganville Vampires, 10
Final de saga mais aguardado: -
Próximas compras: Sussurros - Becca Fitzpatrick, Lua Azul - Alyson Noel, Fallen - Lauren Kate, Cidade dos Ossos - Cassandra Clare e A Mãos Esquerda de Deus - Paul Hoffman.
Blogs indicados:
Indicando todos que me seguem *-*


xoxoxo

• A Beautiful Lie

Novo nome do blog :)
Sim, eu sei, tenho problemas, me diga uma novidade .-.

A Beautiful Lie é o nome de uma música do 30 Seconds to Mars banda que eu pouco gosto, er, mentira #Team Jared Leto ♥ e significa Uma Linda Mentira.

A Beautiful Lie
30 Seconds to Mars

Deite acordado na cama à noite
E pense sobre a sua vida
Você quer ser diferente, diferente?
Tente esquecer a verdade
As batalhas da sua juventude
Porque isso é só um jogo

É uma linda mentira
É uma perfeita negação
Tão linda mentira para se acreditar
Tão linda,linda mentira, que me faz...

É hora de esquecer o passado
Passar uma borracha no que aconteceu (No que aconteceu)
Você se esconde atrás de um rosto vazio
Não tem muita coisa a dizer
Porque tudo isto é só um jogo

É uma linda mentira
É uma perfeita negação
Tão linda mentira para se acreditar
Tão linda, linda mentira, que me faz...

Todo mundo está olhando para mim
Estou andando em círculos, Baby
Um secreto desespero está crescendo
Eu tenho que me lembrar isso é só um jogo

Tão linda, linda
Tão linda, linda, é uma linda mentira...
Tão linda, linda, é uma linda mentira...
Tão linda, linda, é uma linda mentira...
Tão linda, linda Mentira...

É uma linda mentira
É uma perfeita negação
Tão linda mentira para se acreditar
Tão linda, linda mentira, que me faz...

domingo, 9 de janeiro de 2011

News: Os Vampiros de Morganville, Brasil

Heei :)
Faz um tempão que eu achei o site oficial da série no Brasil e queria postar aqui no blog, mas eu sempre esquecia ¬¬ Me processa :*
Mas enfim.
O site tem um design lindo mesmo, informações sobre a publicação, a venda e essas coisas. Tem também informações sobre os personagens e fotos dos novos modelos que, a propósito são lindos. Menos o Shane que, apesar do cara ser bem lindo, não é o que eu imaginava que era. No site também tem uns walpappers lindos mesmo que já estão salvos no meu computador, er.
Acesse o site oficial de Os Vampiros de Morganville aqui.

Filme: Diário de uma Paixão

Contém spoilers porque eu não consegui me segurar -q
Assisti o filme ontem com a minha melhor amiga Hanna hi girl *-* e tipo, eu adorei sz Já tava querendo ver faz um tempão, mas meu querido pai nunca alugava com o amigo dele que tem uma video locadora e por via disso não tenho mais ficha em nenhuma das redondezas -q e eu ficava bem na baga, mas tudo bem. E ontem eu assisti *-*
É muito lindo meeeesmo. Como sempre nas histórias do Nicholas Sparks meu divo, fique claro sempre tem aquele período de separação nos casais principais, a superação do amor e isso tudo. E carã, depois de ver o filme, fui dar uma pesquisada sobre algumas coisas pra poder fazer a resenha no blog, e acabei descobrindo que a história é baseada em fatos reais, assim como o meu filme preferido de todos os tempos, Um Amor para Recordar sz
A história trata do amor na adolescência, forte e intenso, depois com a dor da separação e então com o reencontro e o amor na idade adulta, o arrependimento, a confusão e, enfim, a união dos dois *-*
E deixa eu te dizer que eu achei a coisa mais linda do mundo os dois velhinhos, um dizendo que era o amor da vida do outro <3 E o que ela escreveu no fim do diário, tipo algo assim: "Conte a história para mim que eu voltarei para você". E ele nunca desistiu dela, mesmo com ela lembrando dele por curtos intervalos de tempo e nem sempre fazendo isso. Own ³
Meu Deus, eu estou tão sentimental ultimamente. Deve ser a TPM, só pode.

xoxoxo

music ♪

If I Could Fly
Helloween

Se eu pudesse voar
Sem medo, sem dor
Niguém mais para culpar
Eu irei tentar sozinho
Traçar meu próprio destino
Eu aprendo a libertar minha mente
Agora eu preciso me encontrar
Mais uma vez
Mais uma vez

Se eu pudesse voar
Como o rei do céu
Não poderia tombar nem cair
Eu iria pintar tudo isso
Se eu pudesse voar
Ver o mundo diante dos meus olhos
Não iria tropeçar nem falhar
Para os céus eu velejo
Se eu pudesse voar

Então, aqui estou eu
Em solidão eu espero
Eu tenho sonhos por dentro, eu preciso realiza-los
Minha fé é grande
Sem medo do desconhecido
Não mais
Não mais

Se eu pudesse voar
Como o rei do céu
Não poderia tombar nem cair
Eu iria pintar tudo isso
Se eu pudesse voar
Ver o mundo diante dos meus olhos
Não iria tropeçar nem falhar
Eu poderia devastar minha jaula
Se eu pudesse voar

Se eu pudesse, se eu pudesse voar
Se eu pudesse, se eu pudesse voar, se eu pudesse...

Se eu pudesse voar
Como o rei do céu
Não poderia tombar nem cair
Eu iria pintar tudo isso
Se eu pudesse voar
Ver o mundo diante dos meus olhos
Não iria tropeçar nem falhar
Para os céus eu velejo
Se eu pudesse voar
Como o rei do céu
Não poderia tombar nem cair
Eu iria pintar tudo isso se eu pudesse voar
Ver o mundo diante dos meus olhos
Não iria tropeçar nem falhar
Eu poderia devastar minha prisão
Se eu pudesse voar.

Alguém por quem chorei

Gostaria de ter dito que eu te amo mais vezes do que realmente fiz. Gostaria também de não ter desperdiçado oportunidades de falar com você apenas por falar, jogar conversa fora e rir das piadas que fazíamos e adoravámos.
Eu deveria ter sido melhor.
Não é culpa, o que eu sinto. Se fosse, eus aberia, com certeza. É diferente. É algo que cresce e me corrói a cada dia, a incerteza de não ter como saber como teria sido se você aidna estivesse aqui ou se seria diferente se eu tivesse lhe dito algo que não disse.
Costumo dizer que não me arrependo de nada do que eu fiz e, se eu analisar em toda a totalidade da minha curta vida, isso é verídico. Mas há uma coisa, uma única coisa pequena como uma semente.
Só que o problema das sementes é que elas crescem.
As minhas cresceram e me incomodam. O único meio que encontrei para aliviar essa espécie de incômodo permanente dentro de mim foi o pensamento de que não cometerei o mesmo erro novamente.
Não sou muito boa com sentimentos, não consigo dizer e não sei como lidar com eu te amo.
Mas, ainda assim, não posso deixar que essa insegurança estúpida me domine mais uma vez.
Já fiz isso vezes demais.
E mesmo agora, depois de tanto tempo, eu ainda lembro de como era antes, antes de tudo aquilo acontecer, antes de você ir embora para nunca mais voltar. Eu agradeço por conseguir lembrar de como era antes.
Mas ainda sinto que poderia ter sido diferente.
O que eu sinto é arrependimento e isso pode ser tão ruim quanto a culpa.
O que posso fazer agora é esperar que, aonde quer que você esteja, saiba que ainda te amo tanto quanto antes, mesmo que não tenha dito isso muitas vezes.
Eu te amo. E eu não te esqueci. Nunca vou ser capaz de esquecer.
Você foi uma pessoa na minha vida a qual eu admirei, a qual idolatrei, mesmo em silêncio. Você fez coisas por nós que não precisaria ter feito, mas fez de qualquer modo.
E agradeço por cada uma delas - por mais infíme que tenha sido.
Não posso deixar de pensar em como você estaria feliz agora, com tudo o que está acontecendo. O que você diria, como você iria sorrir e brincar e delirar com as situações.
É tudo hipotético e irreal e faz meu coração se apertar. Pode parecer besteira e um pouco sado masoquista, dependendo do ponto de vista, mas eu abro um sorriso toda vez que penso nisso.
As primeiras semanas sem você foram horríveis e até hoje fico esperando que você abra a porta quando eu bater. Só que você não vêm mais. Nunca mais virá. Mas não choro mais ao pensar nisso, porque, de qualquer modo, você deve estar melhor agora. E isso é tão clichê e substancial, mas eu preciso pensar assim - foi isso que me sustentou, essa incerteza tão certa, quando você se foi.
Você deve estar melhor agora.
Pensar em você agora me faz rir. As lembranças são pedras preicosas que guardo com zelo para não perdê-las, não anuviá-las com o passar do tempo. O amor que sinto apenas cresceu e a dor de perdê-lo já não é mais tanta, comparada com a saudade.
Eu superei - com o tempo. Mas a memória daquele dia continuo fixa na minha mente. Acho que ela nunca irá embora. Me acostumei à ela, apesar de tudo. Era isso ou ser derrotada por uma lembrança.
E isso eu não permitiria.
Não deixaria que uma lembrança sua - qualquer que fosse - me derrubasse. Já vi isso acontecendo e não foi bonito.
Não queria isso para mim.
De qualquer modo, quero que saiba que vou me lembrar de você para sempre, não importa quantos anos passem, quantas pessoas entrem na minha vida.
Você é insubstituível.
E eu nunca vou esquecer de você.


Escrito por Amanda Steilein

Apresentando: Percy Jackson e os Olimpianos, Rick Riordan

Percy Jackson e o Ladrão de Raios
Primeiro volume da saga Percy Jackson e os Olimpianos, O Ladrão de Raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.
Percy Jackson e o Mar de Monstrons
Segundo volume da saga Percy Jackson e os Olimpianos, O Mar de Monstros narra as novas aventuras de Percy e seus amigos na busca do Velocino de ouro, o único artefato mágico capaz de proteger o Acampamento Meio-Sangue da destruição.

Percy Jackson e a Maldição do Titã
Nesse terceiro livro da série, um chamado do amigo Grover deixa Percy a postos para mais uma missão: dois novos meios-sangues foram encontrados, e sua ascendência ainda é desconhecida. Como sempre, Percy sabe que precisará contar com o poder de seus aliados heróis, com sua leal espada Contracorrente… e com uma caroninha da mãe. O que eles ainda não sabem é que os jovens descobertos não são os únicos em perigo: Cronos, o Senhor dos Titãs, arquitetou um de seus planos mais traiçoeiros, e os meios-sangues estarão frente a frente com o maior desafio de suas vidas: A Maldição do Titã.


Percy Jackson e a Batalha do Labirinto
O Monte Olimpo está em perigo. Cronos, o perverso titã que foi destronado e feito em pedaços pelos doze deuses olimpianos, prepara um retorno triunfal. O primeiro passo de suas tropas será atacar e destruir o campo de treinamento dos heróis, filhos de deuses com mortais, que desde a Grécia Antiga combatem na linha de frente em defesa dos olimpianos. Para assegurar que esse refúgio de semideuses – o Acampamento Meio-Sangue – não seja invadido, Percy Jackson e um jovem ciclope, ambos filhos de Poseidon, Annabeth Chase, filha de Atena, e Grover, um sátiro, são destacados para uma importante missão – deter as forças de Cronos antes que se aproximem do acampamento. Para isso, será preciso sobreviver ao emaranhado de corredores do temido Labirinto de Dédalo – um interminável universo subterrâneo que, a cada curva, revela as mais aterrorizantes surpresas.


Percy Jackson e o Último Olimpiano
Nesse quinto livro da série, o combate que pode acarretar o fim da civilização ocidental ganha as ruas de Manhattan, e Percy tem a terrível sensação de que sua luta, na verdade, é contra o próprio destino. Revelada a sinistra profecia acerca do décimo sexto aniversário do herói, ele enfim encontra seu verdadeiro caminho.

Resenha: O Mar de Monstros, Percy Jackson e os Olimpianos, Rick Riordan

Eu adorei o livro. Principalmente o modo como os deuses aparecem (# E o Tyson também é uma coisa fofa *-*
Tudo bem, agora eu entendo porque diziam que era o novo HP e blá, tem sim algumas semelhanças como a melhor amiga super inteligente e algumsa coisinhas mínimas, mas nada que te faça odiar a série por isso. Afinal, Percy Jackson é escrito de forma original e única, um aleitura que te prende e te surpreende até o fim. Uma coisa que eu já tinha notado no filme e que ficou ainda mais evidente no livro, é que sempre que eu acho que as coisas vão ficar numa boa, na calmaria, aparece um monstro ou alguma situação bizarra.
Os personagens também tem uma tirada única e uma personalidade marcante, como o Tyson e o Luke. Tipo, cara, tá pra vir o livro que me faça odiar o vilão. Eu adoro o Luke e eu nutro esperanças de que o cara se regenere, fique bonzinho, e faça um par romântico com a Anabeth.
Mas é claro que isso não vai acontecer. Talvez a parte dele se regenerar, mas não fazer par com a Anabeth. Embora eu realmente queira isso .-.
De qualquer modo, Rick Riordan realmente recriou todo o universo da mitologia grega, deixando-o cativante e interessante, fazendo eu ter votnade de saber da história original, o que é meio estranho e medonho e assustador, mas tudo bem, eu já disse que sou nerd.
Enfim, o livro é ótimo e eu estou louca para saber o que realmente diz o diabo da profecia e o que acontece no final do último livro.

xoxoxo :*

selinhos #

Ganhei da Nicole do blog Meus Pensamentos Pensantes. Obrigada linda *-*


Regras: Falar 10 coisas sobre mim :)

1- Sou muito estressada. E tenho uma TPM do inferno. Sinto raiva de todo mundo em geral e vontade de dar um tiro no cachorro do vizinho que não para de latir.
2- Eu sou nerd, ponto.Pode não parecer, mas sou.
3- Não acho que exista coisa melhor do que comer a tarde inteira fofocando com as minhas amigas. Mesmo que isso me renda umas trezentas mil calorias a mais para perder depois.
4- Odeio andar de bicicleta, embora faça isso praticamente todos os dias do ano por causa da escola. Nas férias, a pobre da bike cria teias de aranha. E eu não estou fazendo drama. É verdade.
5- Eu faço o almoço no sábado -q
6- Eu tenho um completo trauma a andar no calçadão e encontrar um palhaço trabalhando por lá, parando as pessoas. Tenho um completo medo de palhaços que me faz agarrar a minha bolsa como se fosse uma espécie de, sei lá, nave teletransportadora que fará o palhaço evaporar até o momento de eu passar. Uma vez eu atravessei a rua por causa disso.
7- O meu cachorro se chama Kenai, como no filme O Irmão Urso, o cara que vira urso e conhece o Koda, o qual já foi o nome do meu gato preto peludão muito lindo que morreu por motivos desconhecidos até hoje.
8- Eu adoro Supernatural -q
9- Eu adoro Fringe -qq
10- E eu adoro o Dean do Supernatural -qqq


xoxoxo :*




sábado, 8 de janeiro de 2011

News: Passion, Série Fallen, Lauren Kate

"O livro Passion está previsto para ser lançado nos Estados Unidos no dia 14 de junho. Aqui no Brasil, a editora Record divulgou que o segundo volume, Tormenta, será lançado dia 28 de fevereiro." Fonte Livros em Série

Um: A capa é linda.
Dois: A modelo das fotos é brasileira, o que deixa tudo muito mais emocionante.
E três: Eu já tinha visto a foto antes, no meio de mais um monte de outras fotos lindas que foram divulgadas há um tempinho.


domingo, 2 de janeiro de 2011

Resenha: O Código Da Vinci, Dan Brown

Eu não consegui parar de ler até terminar. Aliás, como sempre, o livro é muito melhor que o filme, mais rico em detalhes e mais cheio de informações do que o filme. Robert Langdon tem uma psotura compeltamente diferente no livro do que adota no filme e quem sabe o assunto tratado em ambos, já imagina o motivo.
A história também termina de outro jeito. O objetivo final é o mesmo, mas o desenrolar, alguns detalhes importantes foram tirados do filme pelo motivo que eu só posso imaginar que seja a igreja e a censura.
Mas, de qualquer modo, Dan Brown me fascinou, como sempre. Adoro o jeito como o autor descreve um cenário, um monumento conhecido, o modo como ele te faz entrar no livro e não querer sair, o jeito como ele faz você imaginar minuciosamente cada detalhe, cada ínfime coisa - de uma rodovia à uma igreja ou peça de arte famosa. É incrível e é uma leitura que te prende, realmente, e não é só aquela baboseira de capa que colocam para vender. O livro de fato é interessante e te aprisiona da primeira à última página.
E não entendi muito bem porque um amigo me disse que eu não conseguiria ler o livro porque é sangrento demais no começo. Sério, já li coisas mais sangrentas do que aquilo.
Mas tanto faz, o livro é ótimo - mesmo com "coisas sangrentas que não me deixariam ler". ahahah (#


xoxoxo :*

sábado, 1 de janeiro de 2011

Selinhos #

Ganhei esses do Floreios e Borrões.

Eu já respondi esse dos livros, então só fica o crédito :)

- Indicar todos os blogs que você admira ou segue.
- Escrever 11 coisas que você deseja fazer em 2011

11 coisas que eu quero fazer em 2011:
Rir, gritar, sair com meus amigos, dançar, me revoltar, tentar fazer a mísera diferença, ser melhor do que fui em 2010, brigar pelo que eu penso, obrigar meu irmão a ouvir rock ao invés de rap, fazer finalmente uma festa de aniversário e zerar Resident Evil 5.

Esses eu ganhei da Jenny, minha gêmea, do Moonlight.

Selinho de Ano Novo
- Dizer o que você deseja nesse novo ano.
- Indicar para alguns blogs e desejar algo para eles!
- Dizer que foi a Aninha do blog By My Self quem fez!

O que eu desejo nesse novo ano:
Tudo de bom pra todo mundo :)

- Mandar o Selo pra no mínimo 5 blogs Tops da sua Lista.
- Colocar o link Do Blog de quem esta mandando o Selo pra você.
- Citar uma frase que descreva o Blog de Quem você recebeu.
- Colocar um Adjetivo pra cada blog que você enviar mostrando por que eles são blogs Top.

O Moonlight é o melhor blog pra virar fã do Ed Westwick e do Jensen Ackles *----*

Pra quem eu dedico os selos:
Pra todos que me seguem, porque vocês são top porque merecem ser e fizeram o meu blog crescer e isso despropositalmente rimou sz

Apresentando: Veneno, Crônicas de Luz e Treva, Patrícia Camargo

Veneno é o novo livro da autora de Rubro, Patrícia Camargo.


"Meu nome é Daniel Negromonte.
E eu sou o seu pior pesadelo."


Eu gostei do nome e conhecendo o trabalho da Patrícia, já li e adorei Rubro *-* team Tiago forever ♥ acho que Veneno vai ser melhor ainda e o Daniel ainda mais do que Maxim e Ti juntos. Não tem muita coisa na comunidade ainda, só algumas informações e alguns quotes, mas nada de digitalização. De qualquer forma, vamos participar, fazer a comunidade crescer porque a autora merece sz

Série: Supernatural

Eu não faço posts comemorativos - vocês já devem ter notado. Coisas do tipo "Feliz Natal, Feliz Dia das Mães" não é bem comigo. Só não pergunte o motivo, eu não faço a menor ideia.
Então, como primeiro post de 2011, não vou escrever nada do tipo "Espero que coisas assim aconteçam e blá", não.
Eu vou falar de Supernatural.
Porque eu assisti só até a 4ª temporada minha internet lerda não me permite downloads dos episódios ¬¬ e ontem ah,gritohistérico# eu descobri que vou poder sim assistir à toda a 5ª temporada e o que já tem da 6ª porque minha amiga Camila que é tão maluca por Supernatural e Jensen Ackles como eu, eu te adoro sua linda ! sz vai me passar todos os episódios.
Cara, amiga, eu sou completa e eternamente grata à você. E eu já te disse isso. Tipo um milhão de vezes. Na tarde de ontem inteira.
Mas enfim.
A questão é que o meu tempo de abstinência muito díficil, deve-se registrar passou e eu vou poder ver o que acontece além da spoiler explosão de luz branca, do Sam virando demônio, do Castiel lindo e maravilhoso e do Dean Jensen ♥ igualmente lindo e maravilhoso fim do spoiler chegou ao fim. Finalmente.
E eu sei - o post é idiota e imbecil e duvido que realmente alguém leu -, mas a questão é: eu estava surtando rpa contar isso pra alguém. Mesmo que ninguém leia. Minha mãe, que também é fã maluca de Supernatural, diga-se de passagem, minha mãe é muito cool lê livros de vampiros, HP, Percy Jackson e tudo que eu garanto que é bom e ainda assisti série lidnas comigo ♥ já estava me mandando calar a boca - só pra vocês terem uma pequena noção da minha situação.
Tanto faz, eu amo o Jensen e vou começar o ano muito bem assistindo Supernatural