terça-feira, 2 de novembro de 2010

Apresentando: A Batalha do Apocalipse, Eduardo Spohr

Esse é o livro que estou lendo por agora. Peguei emprestado com minha amiga Carla ei, Carla, eu sei que tu lê meu blog ^^ e ei, amiga, daqui a três anos quando eu conseguir terminar de ler aquele tijolo vulgarmente chamado de livro, eu te devolvo ;)  -brinks.
Enfim, Eduardo Spohr é brasileiro. E agora você abre a boca e fica horrorizado e pergunta "Amanda, como você pode ler essa droga?" Bom, primeiro porque não é droga, o livro é legal, até onde eu consegui ler ele.
Sério, cara ele é muito grosso, tem quase umas seiscentas páginas. O bom é que ele serve como arma também. Se eu jogar isso na cabeça de alguém - sim, Gregório, estou falando de você - esse alguém provavelmente vai sofrer de traumatismo crâniano ou alguma coisa do tipo.
A Batalha do Apocalipse, como o próprio nome já diz, é sobre a batalha dos anjos para impedir que o armagedon aconteça, que os arcanjos - mais precisamente, o arcanjo Miguel - lance sobre ela um monte de catástrofes e acabe com tudo antes do tempo, do modo errado.
Tem uma parte do livro onde Ablon - o mocinho, anjo guerreiro, Primeiro Genreal no céu, mas é um anjo renegado agora - está nos braços do Cristo Redentor.
E caraai, essa cena - mesmo que lida - é suuuper demais. Quer dizer, minha imaginação é fértil, fazer o quê? Isso é bom quando eu estou lendo e escrevendo.
Enfim. A narrativa é boa, e, o melhor de tudo, é em terceira pessoa, uma vez que eu não seja muito fã de narrativa em primeira pessoa.
Ironico é que meus livros são escritos em primeira pessoa.
Mas dane-se, isso não vem ao caso agora :)
Aqui, site que o autor participa, Jovem Nerd.

Seguem sinopse e capa do livro:

"Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. Único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, 'A Batalha do Apocalipse' não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, repleto de lutas, magia, romance e suspense."

3 comentários:

  1. Concordo 100% com vc, já o li e adorei. É realmente muito bom.
    Descobri ele quando remexia nas prateleiras da Saraiva. Fiquei um bom tempo lá, pq não conseguia parar de ler... Depois surrupiei de um amigo meu e terminei de lê-lo.
    Mas, cara, comparado com Mago e Vidro (A Torre negra IV de Stephen King)ele é bem fininho. Digo isso pq estou sem coragem pra terminar...
    rsrsrs

    Bjos
    =]

    ResponderExcluir
  2. hsudfhsudhf
    eu vou ler sim, to adorando o livro *-* e além do mais, é bom quando o livro é grosso e a história é boa.

    beeijos

    ResponderExcluir
  3. Estou louco por este livro, hehehehe, só que não acho mais =(

    ResponderExcluir