sábado, 2 de outubro de 2010

Resenha: Querido John, Nicholas Sparks

Vi o filme ontem (e hoje, de novo porque sou sentimentalista e amei esse filme) e adorei, muuito bom. E o John é um gato, fato. Adorei ele passar as folgas dele numa praia e surfar. Tinha um motivo para ele tirar a camisa. Hum, e digamos qe a visão era mais do que agradável. Mas enfim, o físico perfeito do ator não vem ao caso agora. A trama é linda, o drama do personagem. Eu me apaixonei pela história. Como o personagem, John, sofre um baque emocional quando conhece a Savannah, toda a intensidade do amor deles, aquela coisa do amor resistir a distância. Eu me pergunto se isso só acontece em filmes ou se acontece na vida real também.
(spoiler) No começo do filme, quando o John é baleado e tem aquela narração ao fundo, dizendo a primeira e a última coisa que ele pensou antes de apagar. "A última coisa que eu pensei antes de eu apagar, foi em você", ele disse. Eu jurava que ele tava falando da guria. Mas então aconteceu que o pai dele teve o AVC. E eu me segurei altos pra não me desmanchar em lágrimas quando o John começou a ler a carta pra ele. Que, na verdade, o começo do filme ele falava sobre o pai e não sobre a guria. E eu mordi meu lábio pra não chorar porque eu não esperava aquilo. E só de ver como ele tratava o pai dele antes, o, digamos, descaso, e então ele dizendo todas aquelas coisas, se arrependendo de fato por tudo o que aconteceu, por tudo que ele não fez pelo pai quando podia, nossa. Me fez pensar em muita coisa. Me fez querer abraçar meu pai, me fez pensar no futuro da gente. Então quando o John foi pra praia e mergulhou no mar, eu pensei na hora que ele ia se matar e eu achei que ia estragar toda a história. Tipo, porque ele estava desistindo de tudo. Mas então ele só tinha ido chorar debaixo da água. Cada um tem seu jeito de lidar com a dor.
Depois, quando ele foi ver a Savannah, no jantar, quando eles meio que discutiram, uau. Eu pensei que era tipo um dejá vú deles, como na festa dos pais dela, quando ele surta dizendo pra ela que ele não sabia o que fazer e ela apoio ele. Então era a vez dele apoiar ela. E eu achei lindo, na boa, depis de tudo o que tinha acontecido.
Sei lá, eu adorei o filme e vou ler o livro com toda a certeza :X

6 comentários:

  1. Também AMEI esse filme *-----------------*
    E, devo admitir, não consegui me segurar e chorei muito quando o John lia a carta pro pai dele, foi tão triste... D:

    ResponderExcluir
  2. eu li o livro hj! e é tãooooo lindo, e devo admitir chorei, chorei e entao quando pensei q parou, chorei o dobro. O livro e lindo e ainda n vi o filme. Vou ver e rapidamente.

    Leia e rapido, n se vai arrepender (leve lenços lol)

    bj **

    ResponderExcluir
  3. o filme eu achei liindo *-* mas então não posso dizer se tem muito a ver com o livro pq ainda não li. E sim, vou ler assim que possível *-*
    beijo

    ResponderExcluir
  4. o filme é COMPLETAMENTE diferente do livro, se vc for pensar no filme sem ele ser baseado em um livro, o filme é otimo, mas pensando nele, sendo baseado em um livro, o filme é uma droga

    ResponderExcluir
  5. hum. isso é o phoda quando a gente lê primeiro o livro e depois assisti o filme :x espero não odiar o filme depois de ler o livro :x

    ResponderExcluir