domingo, 19 de setembro de 2010

filmes /

O Mundo Imaginário do Dr. Parnassus

Eu assisti esse filme sexta. E devo dizer que eu esperava mais, muito mais dele. Na boa, eu vi o trailer e fiquei eufórica, tipo, OMG, Johnny Depp ! Mas então eu fiquei o começo do filme todo refletindo sobre o personagem que deveria ser o Johnny Depp, já que parecia com o protagonista de 10 Coisas que eu Odeio em Você, mas ei, esse cara morreu de overdose de remédios há um bom tempo. Então eu fiquei “como assim”. Então, depois de muito quebrar a cabeça tentando achar o Johnny Depp naquele rosto estranho, o cara entra no espelho e ALI sim o Johnny Depp aparece. Tipo, com aquele jeitinho inconfudivel dele interpretar um personagem. Mas tmb é só ali que ele aparece. A história em si é boa, mas no começo eu achei que teve muita embromação para desenrolar os mistérios dos personagens. Tipo, apareceu que Fulano tinha algum segredo oculto e sombrio guardado. Okey. Então aquilo foi esquecido durante a trama toda, só retomado lá quase no final. Eu ia adorar o filme se essas coisas fossem melhores trabalhadas e o Johnny Depp tivesse aparecido mais vezes, rum.

O Príncipe da Pérsia, As Areias do Tempo
OMG, OMG, OMG ! Filme muuuuuuito bom ! e o que é o Dastan? OMG eu quero ele pra mim.
Efeitos especiais ótimos, engraçado, cheeeio de aventura que nem eu amo num filme, mocinha que realmente tem personalidade equivalente a do mocinho e que merece ficar com ele no final, lutas super legais e sem exageros como nos filmes chineses que eles meio que voam e pulam super longe e alto, segue bem direitinho a história do game vocês sabiam que é um game né? tem uns três ou quatro, acho que cinco games e eu adorei meeeesmo.
O que mais eu posso dizer? Eu amei e vocês precisam assistir.

Um amor para recordar

Eu AMO de paixão apaixonada esse filme. EU já assisti um milhão de vezes e eu não canso de rever uma e outra vez. É lindo demais. A evolução do Landon, mocinho do filme, depois de conhecer e se apaixonar por Jamie, a mocinha, é muito linda. EU particularmente quase sempre choro em todas as partes, quando ele começa a realizar os sonhos dela, como estar em dois lugares ao mesmo tempo e esse tipo de coisa. E o final, uau, eu sempre, em todas as vezes, choro. Acho que sou manteiga derretida, mas dane-se, eu choro mesmo em filmes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário