domingo, 23 de maio de 2010

estética #

Por Amanda Steilein.
E estava eu aqui fazendo eu trabalho de filosofia sobre estética, copiando imagens e lendo artigos sobre moda e tudo o que ela nos proporciona quando resolvo pesquisar também sobre anorexia e bulimia. Pois é, o assunto tá meio batido, eu sei,  assisti a uns dez trabalhos com as mesmas imagens das mesmas garotas esqueléticas durante duas aulas inteiras (45 minutos dobrados), mas a questão é que mel dels, como as pessoas podem fazer isso com elas mesmas? Eu não consigo entender. Como alguém pode degradar tanto o próprio corpo? Caramba. Se você for ver mais a fundo, pesquisar umas imagens além daquelas que todo mundo copia simplesmente porque tá na página inicial (tipo, como eu fiz) você fica cada vez mais abismado com a situação. Além de tudo, muitas pessoas acham que é só com mulheres que isso acontece. Aí é que está o erro. Acontece sim com homens. Pode acontecer com qualquer um. Um meio de buscar a aceitação, se provar para si ou para alguém. Conseguir o que quer, no caso uma carreira de modelagem, ou talvez apenas a magreza, mas utilizando meios que acabam com sua saúde, trucidam qualquer chance de futuro que a pessoa possa ter. Por causa de uma porcaria de padrão de beleza. Sabe que a galera (os professores e toda essa gente fala quando tem algum trabalho pra fazer) sobre os blogs que as garotas e os garotos com a doença fazem para se apoiarem na internet? Pois é, eu estava pesquisando umas imagens na escola e eu cliquei em uma pra copiar e eu, como a estranha que eu sou, geralmente não clico em 'ver imagem no tamanho original', eu deixo a página abrir porque, talvez por algum milagre, o site no qual a imagem esteja anexada possa ser bom. No caso aqui, era o blog de uma dessas meninas. Eu li e cara, é incrível como elas realmente acham que estão fazendo a coisa certa. Elas realmente se apóiam. E a coisa de 'miar' e chamar anorexia de Anna? Caramba, isso é o que choca mais. Porque as pessoas criaram apelidos para se referirem à doença. E cara, isso é completamente broxante. Eu até anexei no meu trabalho porque achei super foda e além do mais, a galera sempre fala, mas ninguém nunca mostra nada. Eu resolvi mostrar. A garota falava sobre ela ter ido numa festa e ter aguentado ficar sem comer, mas não ter resistido no fim das contas, e de tão culpada que se sentiu acabou "miando" no banheiro da festa mesmo. E ela disse que odeia fazer isso, "miar" em banheiro desconhecido, porque fica todo mundo lá dançando, na boa e ela lá "miando". No final ela dizia que todas continuariam juntas (ela e todo o resto que seguia ela no blog) se apoiando e de boca fechada. Aquilo foi super foda. Tipo, caramba. Gente, como as pessoas são capazes de fazer essas coisas com o próprio corpo em prole de coisas tão banais como moda? Cara, isso é deprimente, faz você bater na testa e dizer "puta, e eu aqui reclamando dos meus problemas". Acho que bulimia e anorexia são doenças primeiramente psicológicas, que afetam antes de tudo sua autoestima e depois passam a atitudes radicais como a de provocar o vômito. E vocês sabiam que provocando o vômito, depois de um tempo há a descalcificação dos dentes? É, a perda do esmalte dentário. E as mulheres ficam sem menstruar e os homens tem impotência sexual. Pois é, a coisa é séria. Sem contar que quando o estomago fica tanto tempo sem receber uma quantidade razoável de alimentos ele demora a se acostumar novamente com ingestão de comida. Foda manow. Acho que a melhor coisa que fazemos é nos aceitarmos como somos, sejamos nós gordos ou magros, cada um de nós tem sua beleza e, francamente, a sua personalidade e o seu caráter valem muito mais do que um mero corpinho de violão e um rostinho plastificado cheiio de botox.

Nenhum comentário:

Postar um comentário