domingo, 30 de maio de 2010

Especial Meg Cabot #

Garoto Encontra Garota
Conheça Kate Mackenzie, moradora de Nova York: ela é assistente da T.P.M. (Tirana, Perversa e Maldosa). Amy Jenkins, diabólica diretora de RH; o EX-NAMORADO a enrolou por 10 anos e ela está desesperada atrás de um conjugado bacana, barato. Já chega, né?! Pra piorar, a TPM. ordena que Kate demita a funcionária mais popular da empresa, o que a leva a ser processada pela demissão injusta. Mas, contrariando todas as probabilidades, Kate encontra o amor de sua vida no Tribunal.

Avalon High
Avalon High pode não ser exatamente o lugar onde Ellie gostaria de estudar, mas até que não e tão ruim assim. Uma escola americana normal, freqüentada pelos mesmos tipos de sempre: Lance, o esportista; Jennifer, a animadora de torcida; e Will, o presidente da turma, jogador talentoso, bom momo... e muito charmoso! Mas nem todos na Avalon High são o que pensam ser... nem mesmo Ellie, como ela logo vai descobrir. Depois de um esbarrão durante uma corrida no parque, os destinos de Ellie e Will parecem estar irremediavelmente entrelaçados. Ela começa a notar uma série de estranhas coincidências entre o seu cotidiano e a lenda do rei Arthur -nomes similares, triângulos amorosos, sociedades secretas -, mas qual seria seu verdadeiro papel nessa história? Como em Camelot, estariam seus novos amigos fadados a um trágico destino? E, pior, o que ela pode fazer para impedir que uma profecia milenar se cumpra mais uma vez?

Pegando Fogo
Mais um sucesso desta autora que já vendeu mais de 600 mil livros no Brasil. Katie Ellison é uma mentirosa de mão-cheia e ainda por cima guarda um grande segredo sobre seu antigo melhor amigo, Tommy, que, quatro anos antes, criou um sério tumulto e acabou saindo da cidade. Agora, ele está de volta, e Katie vai ter que decidir se prefere continuar com as mentiras para manter as aparências, ou se finalmente vai abrir a boca e aceitar que as coisas nunca mais serão como antes.

Sorte ou Azar?
A única coisa que Jean Honeychurch odeia mais do que seu nome sem graça (que em alguns lugares é até nome de menino) é seu muito apropriado apelido, Jinx. Ou seja, pé-frio, azarada... E de fato, a falta de sorte parece perseguir Jinx aonde quer que ela vá – e por isso ela está tão animada com a mudança para a casa dos tios, em Nova York. Talvez, do outro lado do país, Jinx consiga finalmente se livrar da má sorte. Ou, pelo menos, escape da confusão que provocou em sua pequena cidade natal. Mas definitivamente os problemas seguem a ruivinha até Manhattan. Sua prima, Tory, não está nada feliz em ter a ovelha negra da família por perto. Bela, glamourosa e nada parecida com a jovem brincalhona que Jinx se lembrava dos tempos de criança, Tory também esconde um perigoso segredo – e está certa que Jinx é capaz de descobri-lo. Há algum tempo praticando pequenos feitiços. Ao perceber que a prima, além dos cabelos ruivos, pode também ter herdado os poderes de uma antepassada, a convida para integrar seu grupo de bruxas. Mas Jinx sabe que fazer feitiços pode ser perigoso e recusa, despertando a ira da deslumbrada Tory, que planeja vingança. As coisas pioram quando Jinx se aproxima de Zach, um gato por quem Tory é apaixonada. Ele e prima Jean de Iowa (como o menino carinhosamente a chama) vão juntos para a aula de educação física, conversam sobre tudo e surge até um convite para o baile da primavera – só como amigos, afinal ele parece gostar de outra pessoa... Rapidamente, Jinx percebe que não é apenas da má sorte que está fugindo. É de algo muito mais sinistro... Será que sua falta de sorte é, na verdade, um dom, e a profecia sob a qual ela viveu desde o dia que nasceu é a única coisa que poderá salvá-la?

A Rosa do Inverno
(sob o pseudônimo de Patricia Cabot)
Quando o dever se converte em prazer…
Edward Rawlings faria qualquer coisa para não assumir o título de duque e ter de passar seus dias cumprindo as obrigações burocráticas do cargo. Por isso, não pensa duas vezes antes de viajar para a Escócia e encontrar a única pessoa que poderia substituí-lo: o sobrinho Jeremy, o menino de dez anos que era o verdadeiro herdeiro do título. Órfão, o pequeno Jeremy vive num casebre com a tia Pegeen, uma mulher com opiniões demais para a época. Ela não quer que Jeremy cresça mimado e rodeado de riqueza. Mas sabe que Edward pode oferecer ao menino oportunidades de que ela jamais seria capaz - e aceita mudar-se para a propriedade dos Rawlings, na Inglaterra. Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward enlouquece com a sensualidade e os olhos verdes de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ele havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer mais concessões. No entanto, ao chegar à mansão, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?

A Rainha da Fofoca
Lizzie Nichols não tem a mínima idéia do que vai fazer da vida e está detonando o dinheiro da formatura em uma viagem para visitar o namorado, que conheceu há apenas três meses. Mas isso não é nada… O problema é que Lizzie não consegue ficar de boca fechada, o que a coloca em situações delicadas, como ficar presa em Londres sem teto e sem dinheiro. Felizmente, uma amiga está por perto para ajudar, mas ela estraga tudo outra vez. Lizzie está no limite e precisará provar que pode usar sua “boca grande” para algo de bom.

O Garoto da Casa ao Lado
Melissa Fuller é uma garota do interior que escreve para a coluna de fofocas do New York Journal, uma publicação de segunda categoria. Um dia, ela socorre Helen Friedlander, sua vizinha de oitenta anos que entra em coma após levar um golpe na cabeça. Além de tomar conta dos dois gatos e do cão dinamarquês da Sra. Friedlander, Mel fica de olho no misterioso sobrinho dela, que se mudou para a casa da tia para também cuidar dos bichinhos.

Todo Garoto Tem
Essa era uma viagem que tinha tudo para dar certo: Holly e Mark decidem fugir para se casar numa villa do interior da Itália, tentando evitar o stress causado pela diferença de religião entre suas famílias. Para acompanhá-los como madrinha, dama de honra e melhor amiga da noiva, a cartunista Jane Harris, uma mulher divertida e engraçada que mal pode esperar pela sua primeira viagem ao exterior. Mas é claro que Mark também convidou o seu melhor amigo, o jornalista internacional Cal Langdon, que passou os últimos anos em campos de guerra, plataformas de petróleo e outros lugares inóspitos.
Já no aeroporto, Jane e Cal sofrem de total ódio à primeira vista, e qualquer tentativa de aproximá-los parece ser totalmente inútil: enquanto Jane acha o jornalista um chato terrível, um cínico que não acredita em amor e nem ao menos conhece o personagem de quadrinhos criado por ela, a impressão que Cal tem da cartunista é a de uma mulher ligeiramente maluca para quem o fato mais impressionante a respeito do Coliseu é que Britney Spears gravou um comercial lá.
Mas o que ninguém esperava era que somente esses dois pudessem salvar o casamento de seus melhores amigos. E, nessa inesperada união entre opostos, Cal e Jane acabam por descobrir que, mesmo que não pareça, existe algo que todo garoto tem.

skid row #

 Resolvi fazer lavagem cerebral em vocês e coagi-los a ouvir o tipo de música que eu ouço. Tipo, o rock de verdade gente. Apesar das músicas a seguir serem lentas. ;D Hum, I Remember You já foi trilha de Vamp, uma novela da Globo. Pega a moral (y)

I Remember You
Eu Lembro De Você
(Skid Row)

Acordei ao som suave da chuva torrencial,
O vento sussurraria e eu pensaria em você
E em todas as lágrimas que chorou, que chamavam meu nome,
E quando você precisou de mim, eu correspondi.

Eu desenho um quadro dos dias passados,
Quando o amor ficou cego e você me fazia ver.
Eu ficaria uma vida inteira em seus olhos,
De forma que eu sabia que você estava lá para mim,
Vez após vez, você estava lá para mim.

Lembro-me de ontem - caminhando de mãos dadas,
Cartas de amor na areia - eu lembro de você.
Através das noites sem dormir e a cada dia interminável,
Eu queria ouvir você dizer - eu lembro de você.

Nós passamos o verão com a camisa abaixada,
Queria que depois fosse sempre deste jeito.
Você disse "eu te amo, babe" sem um som,
Eu disse que daria minha vida por apenas um beijo,
Eu viveria por seu sorriso e morreria por seu beijo.

Lembro-me de ontem - caminhando de mãos dadas,
Cartas de amor na areia - eu lembro de você.
Através das noites sem dormir e cada dia interminável,
Eu queria ouvir você dizer - eu lembro de você.

Nós tivemos nossa porção de momentos difíceis,
Mas esse é o preço que pagamos.
E através disso tudo nós mantivemos a promessa que fizemos,
Eu juro que você nunca estará solitária.
Acordei para o som da chuva torrencial
Que levou um sonho sobre você.
Porém nada mais poderia te afastar,
Pois você sempre será meu sonho realizado.
Minha querida, eu amo você.

Lembro-me de ontem - caminhando de mãos dadas,
Cartas de amor na areia - eu lembro de você.
Através das noites sem dormir e cada dia interminável,
Eu queria ouvir você dizer - eu lembro de você.

Lembro-me de ontem - caminhando de mãos dadas,
Cartas de amor na areia - eu lembro de você.
Através das noites sem dormir e cada dia interminável,
Eu queria ouvir você dizer - eu lembro de você.

In a Darkened Room
Num quarto Escuro
(Skid Row)

Num quarto escuro
Além do alcance da fé em Deus
Estão os feridos e despedaçados restos do amor traído
E a inocência de uma criança é comprada e vendida
Em nome dos malditos
A ira dos anjos deixou silêncio e frio
Perdoe-me, por favor. pois não sei o que faço
Como posso guardar a mágoa que, eu sei, é verdadeira

Me diga quando o beijo do amor vira mentira
Que traz a cicatriz do pecado bem lá no fundo
Pra esconder o medo de correr até você
Por Favor, deixe que haja luz
Num quarto escuro

E todos momentos preciosos colocados de lado novamente
E o sorriso da madrugada
Traz a lúxuria manchada cantando meu réquiem
Posso encarar o dia quando sou torturado em minha crença?
E assistir isso cristalizando
Enquanto minha salvação vira pó?
Por que não posso guiar o navio antes dele encontrar a tempestade
Eu caio no mar, mas ainda nado em busca da praia

Me diga quando o beijo do amor vira mentira
Que traz a cicatriz do pecado bem lá no fundo
Pra esconder o medo de correr até você
Por Favor, deixe que haja luz
Num quarto escuro.

cont. sb #

Pode conter spoiler.
OMG. Eu terminei de ler. Carapuça -hihi. É tão fodástico que nem tem como explicar. O Dimitri vulnerável é completamente compreensível, e ainda assim apaixonável também *-* Mas, antes que alguém aqui pergunte, quase no fim do livro, quando os gurdiões fod]oes que protegem a rainha vão prender a Rose proque ela é a principal suspeita de matar Tatiana, Dimitri defende ela com unhas e dentes - literalmente falando. Ele começa a lutar com todos os guardiões, derroando-os. Tudo por causa da Rose <3 Mas até ali eles ainda não sabiam porque queriam prender ela. E adivinha quem foi defender a Rose no tribunal? Quem foi o advogado dela? Hein? HEIN? Ninguém menos que Abe Mazur *-* Ah, cara, adoro o Abe desde de Blood Promise, na primeira aparição dele, sério. Um moroi fodão é raro no universo VA e quando eles aparecem eu tendo a admirá-los e gostar deles :D Abe é fodão. Fato. A audiência da Rose é bem tensa porque eles simplesmente querem condenar ela porque é a coisa mais prática a se fazer do que realizar uma investigação mais profunda. Ah, claro, a Tatiana deixou um bilhete pra Rose dizendo que a coisa de decretar que os dhampir vão se formar com 16 anos foi inevitável, uma coisa que ela teve que fazer porque tinham morois que queriam pbrigá-los a lutar usando compulsão. E, finalizando o pequeno inesperado bilhete entregado por ninguém menos que Ambrose, o amante da rainha Tati, ela diz que é necessário que a Lissa tenha direito de votar e, que para isso se concretizar, ela disse que ninguém melhor que a Rose para achar o irmão ilegitimo da Lissa. É, sr.-santo-do-pau-oco-Eric-Dragomir pulou a cerca néém. O que, vamos conver, foi uma coisa conveniente já que assim a Lissa poderá votar. Hum. Antes da muvuca toda, a Sidney entra em contato com a Rose através do Abe, perguntando se a Rose não tem nada a ver com o roubo nos registros dos alquimistas, e adivinhem o que foi roubado? Arquivos sobre o Eric Dragomir e uns registro de uma conta bancária em Las Vegas, onde ele depositava uma quantia bem generosa na conta de uma mulher. Há, achei o bastardinho Dragomir. Provavelmente em LA e aposto que foi o Victor quem roubou os registros pra poder achar o Dragomirzinho recém descoberto primeiro. E, hum, o Dimitri assistiu a toda a audiência da Rose, apesar dele ter dito um zilhão de vezes pra ela ficar longe dele. Mas então ele lutou por ela, acho que ele deve estar reconsiderando isso. Eles trocaram um olharzinho cheeeeeio de significados no fim da audiência, mas ai depois veio uma penca de gente falar com a Rose e distraiu o momento tudo-é-dito-no-silêncio-de-um-olhar dos dois. Então, a última coisa que descobrimos antes do livro terminar (um final muito bom, aliás) é que se a Rose for condenada no julgamento, ela não vai para a prisão (essa iformaçãozinha veio do Abe que jurou pra Rose que não ia deixá-la ser condenada e perguntou pra ela se ele não podia apenas ter ido buscá-la na delegacia por beber como qualquer pai normal) e sim, será executada por alta traição.
Okey. Pasmem. ------------ Agora pode parar de pasmar. :D
Sinceramente, acho que Last Sacrifice vai ser um dos melhores livros da série :o cara, a Richelle me surpreendeu total quando desenrolou os mistérios anteriores assim tão rápido. Eu pensei que ela iria enrolar com a coisa do Dimitri-strigoi até o final do último livro, mas não :o ² A-D-O-R-E-I toalmente. O Adrian foi um namorado perfeito, compreensivo com a Rose, mas sem perder a classe e a masculinidade, tipo, ele não deu uma de Edward: "Oh, eu entenderei se não me escolher! Escolha-o! Escolha-o!" (tapa os olhos e vira a cara numa cena completamente dramática) Não, o Adrian foi compreensivo, teve uma hora que ficou puto, depois ficou puto de novo, mas sempre no estilo Adrian. A Lissa se superou nesse livro, mostrando-se mais forte, mas cara, é sério. Ela tem que ser mesmo assim tão compreensiva com as coisas? Cara, explodir e socar alguém de vez em quando não faz mal. Okey, eu sei, faz parte e mimimi. Entendo, só estou enjoada de com-temos-que-salvar-o-mundo. Não que tenha enrolação em SB, pelo contrário. :D
Ah, adorei.
Leiam, leiam, leiam ! (palminhas sincronizadas estilo o Vamos! do pretinho básico)

beeeeijin :*

sb #

Heey guys. As meninas do fórum VA terminaram de traduzir e revisar Spirit Bound e eu tenho o arquivo, então quem quiser avise. (y)
Ah, e claro, pra quem mora aqui pra Jaraguá ou Schroeder, ou redondesas, abaixo os banners da festa na minha escola dia 12/05. Sou do grêmio estudantil que está organizando a festa, portanto é nosso trabalho também divulgar e trazer a galera pra cá (y) Então ta aí. Ínicio às 15hrs e término pelas 22hrs. (y)



sábado, 29 de maio de 2010

va #

Pode conter spoilers.
Aaaaaaaah mel dels. To quase acabando de ler Spirit Bound, então ainda não me processem !
Pra quem esperava que ia ser um livro cheio de enrolação, aquela coisa enjoativa rose-luta-com-dimitri-quase-morre-daí-luta-novamente-e-quase-morre-de-novo; pode ir rasgando essas expectativas porque não tem nada de enjoativo, muito menos enrolação. Richelle Mead nos deixa atordoados até com a rapidez que as coisas aocntecem - isso no bom sentido, quer dizer que não tem enrolação com relação ao estado de Dimitri, como todo mundo achava que ia ter. Sabe né, eu também achei que o Dimitri ia virar dhampir de novo só lá nos últimos capítulos de Last Sacrifice. Pois é galera, estavamos profundamente enganados. Quase na metade do livro o nosso Dimitri vira um dhampir novamente, de um jeito bem dramático - no bom sentido - pela Lissa com a ajuda grande de Cristhian. E não se pode dizer da Rose proque a Rose era contra a Lissa chegar perto de um strigoi. Manow, quando a Lissa crava a estaca encantada com espírito no coração do Dimitri, tem uma explosão de luz e magia, e de repente, Dimitri esta no colo de Lissa e ela consolando ele. E, cara, o Dimitri estava chorando. CHORANDO. O DIMITRI CHORANDO. Tá, podem pasmar. ------------ Pasmara? Okey. Então tem um momento bem tenso que todo mundo fica pasmo como acabamos de ficar agora. Aí de repente os guardiões vão atacar Dimitri, mas daí a Rose, Lissa e Cristhian começam a gritar em conjunto sobre como ele agora não pode mais machucar ninguém porque, dãr, era óbvio que ele era um dhampir. Então Dimitri sobrevive, ninguém mata ele. Mas quando eles voltam pra corte, Dimitri é levado pra prisão de lá para os carinhas averiguarem se ele realmente é confiável. Nesse meio tempo, ele só quer ver a Lissa, é cara, essa parte é super phoda porque mostra todo o lado vulnerável de Dimitri, toda a melancolia e a culpa que ele sente. O que é completamente compreensível. Ele tem Lissa como sua salvadora, tipo uma deusa ou coisa assim. Ele diz que vai ficar do lado dela pra sempre se for preciso assim para pagar a dívida que ele tem para com ela. Ele deixa claro que não quer ver a Rose, que doeria demais vê-la. Mas, como estamos falando de Rose Hathaway, é óbvio que ela não ficou fora dessa. E manow, a Rose tem a ajuda desde o começo da trama do Mikhail. Quem lembra dele? Hum, devo dizer que eu lembrei dele na hora. Tem uma pequena citação dele no primeiro livro de VA, ele era o amante da Sonya, sabe a sra. Karp que se transformou em strigoi. Pois é, ele que arruma um jeito de colocar a Rose dentro da prisão pra ver o Dimitri. Ele diz que esta fazendo isso porque ele não teve a chance disso com a Sonya, mas a Rose teve com o Dimka e ele não queria vê-la desperdiçando isso. O Dimitri a principio não encara a Rose, mas quando o faz - depois de uma jogada bem sujinha da Rose, mas bem necessária porque ele não queria se virar e encarar ela, segundo ele, depois de tudo o que ele fez pra ela - ele fica pasmado completamente, como se tivesse vendo ela pela primeira vez na vida. Mas então eles conversam um pouquinho e a Rose completamente frustrada diz que ama ele. Então ele bem assim "É você que está saindo com Adrian Ivashkov?" Aí ela fica tipo ------- aí ele olha pra ela com alivio. ALÍVIO. Então ele continua "Ele é um cara melhor do que falam. Ele vai ser bom pra você." Aí eu fiquei tipo -------- sem 'pipis' no meu aparelho vital. Então depois de um momento tenso, ele diz que não ama mais ela, que aquilo que ele sentia antes, que aquilo mudou agora que ele tinha sido um strigoi. Ele disse que nunca seria capaz de amar alguém. Sabe, era meio óbvio que ele estava blefando, mas a Rose não percebeu isso devido ao fato que ela estava puta da cara, triste, e puta da cara de novo por causa do espírito, vocês sabem, a Lissa usou espírito pra caramba pra curar o strigoi. Aí ela dá um piti, se joga nas grades e diz que ela sabe que ele ama ela e talz, sabe, aquela coisa bem tipica de Rose que me deixou orgulhosa porque ela não abaixou a cabeça. Ai então por enquanto não tive mais Dimitri no livro. Mas tive bastante Adrian (6) Cara, no começo do livro, o Adrian leva a Rose pra conhecer os pais dele, depois dele mesmo ter conhecido o Abe, e do pai da Rose ter feito uma grande ameaça a ele. Aquela coisa do tipo 'se você magoar minha filha cortarei suas bolas e assarei para o gato comer'. Segundo o Adrian, ele diz pra Rose que ele o ameaçou bem tragicamente e em seguida mudou para um tópico de conversa alegre de uma hora para outra. O Adriana disse que o Abe era instável. O ADRIAN disse isso. Okeeeeey. Hum, agora na parte que eu to lendo, o conselho real Moroi acabou de decidir que a idade de formação para os guardiões será com 16 anos. A Rose ficou puta da cara, invadiu a sala da corte com o Adrian (o Adrian foi buscar ela) e quando a Tatiana disse umas coisas, encerrou a sessão e todo mundo ficou quieto, então a Rose, Guardiã Hathaway e dhampir, abriu a boca. Coisa que ela nem deveria ter pensado em fazer, obviamente. E hum, a Rose se forma bem no comecinho do livro. Mas agora fica aquele clima tenso sobre quem ela vai ser designada já que ela tem tantas manchas no passado dela. A Tasha colocou o nome dela pra ser designada como Moroi da Rose também. Ela disse que caso não fosse a Lissa, ela queria ter a Rose como Guardiã. Eu achei bem legal porque não tem resquicio de ciúme da parte da Rose nem da Tasha. O que cara, foi super porque eu adoro a Tasha. :D
Enfim, vou terminar de ler agora a noite, espero eu. Daí amanhã provavelmente eu escrevo o que achei do final :D Mas tenho quase certeza de que provavelmente vou adorar porque, er, o livro ta sendo ótimo até agora.

enjoy (Y)

Crescendo #

Pessoas :D Lançamento de Crescendo é adiantado! 19 de outubro agora :D
O segundo volume da série Hush, Hush será lançado uma semana antes do previsto.
Clique aqui para ler (em inglês) o Prólogo e o Capítulo 1.
E logo segunda-feira, 1º de junho, Sussurro será lançado e estará nas livrarias brasileiras, logo ali, ao alcance de nossas mãos ! *-*


E eu como sou uma fã louca e desesperada e completamente neurótica, vou ler o prólogo e o capitulo 1. É a forma mais fácil de se torturar, isso chama-se auto-flagelo. Minha alma impura necessita de dor! #deus, que exagero.
enfim. beeeijos;*

rubro # fanarts






Galera, fanarts feitas todas por mim (y) hum, o casal nas fotos é o Tiago e a Mel, porque eu amo os dois e acho que eles tem que ficar juntos e eu sei que estou parecendo uma neurótica, mas eu não ligo, então, rum. <3

filmes #

Fúria de Titãs
Haha, vi sim :D Adorei, um filme super bom, mas eu sou meia suspeita pra falar porque adoro qualquer filme que envolva mitologia grega. Mas cá entre nós, Fúria de Titãs é completamente acima de qualquer outro. Okey, Tróia é ótimo, sim sim, aquele filme Os Doze Trabalhos de Hércules com aquele protagonista liiiindo de morrer que sempre passa no Sbt também é completamente legal, outros filmes também são supimpas, mas esse é genial. Cheio de ação, aventura, revoltas. Tipo, bem estilo épico deuses do Olimpo, um semideus lá que recebe presentes de seu papis, que tem um super poder pra luta, vocês sabem, aquela coisa básica, mas ainda assim legal. Ótimo, recomendo.

Percy Jackson e o Ladrão de Raios
É sério, eu assisti sexta. Eu A-D-O-R-E-I. Simples assim. Eu pensei que ia ser um filme bem lightzinho, paradinho, mais aventura e romancezinho adolescente – mas não foi bem assim que as coisas progrediram. Cheio de aventura sim, troa de olhares com a garota bonita sim, mas também repleto de ação. Caramba, quando eu pensava que a coisa ia ficar bem relax, sem pressão alguma, aquela coisa mel com açúcar, paradex, eis que surge ação tipo hidras e medusas. E umas coisas feias que voam. E o professor ser um centauro, na verdade. É ótimo mesmo, gostei e, apenas por isso, vou começar a ler os livros da série Percy Jackson e os Olimpianos. Pois é, vou ler porque gostei e não porque é modinha, fikdik.

Vírus
Sabe toda a badalação que teve em cima desse filme né? Pois é, toda aquela divulgação e propaganda que nem foi com Atividade Paranormal. Achei podre igual. Okey que Atividade Paranormal foi horrível, na minha opinião. Cara, achei muito sem ação, dramático demais. Uma dica: quando coisas surreais e demoníacas começam a acontecer na sua casa, geralmente você se muda e não fica gravando vídeos pra comprovar realmente se a coisa é mortífera ou não. Manow, isso é questão de instinto. A primeira coisa que eu faria seria sair correndo adoidada, e não comprar uma câmera. Ponto. Enfim, Vírus começa bem, tem todo o drama, eu particularmente tenho uma queda por filmes sobre teorias conspiratórias do apocalipse, tipo aquelas doenças macabras e nojentas que acabam com quase toda a população mundial, estilo Eu Sou a Lenda e Resident Evil. Vírus é mais ou menos isso. Mas, assim como Contaminação (devo ter falado sobre esse filme aqui antes, é legal o filme todo, mas o final é terrivelmente tosco. O mocinho resiste o filme inteiro uma doença de bernes mutantes, pra morrer numa quedinha de helicóptero de uns três metros. Caramba. Mais tosco impossível.), seu final é idiota e tosco. Então, se vocês detestam filmes com finais estúpidos onde praticamente todos os mocinhos morrem, não assistam Vírus. O enredo vai caminhando bem, até chegar quase no final. Aí desanda totalmente. É por isso que não gostei do filme, estamos aqui analisando um quadro completo e não apenas começos de filme, não é? É, achei que fosse.

Mas se vocês estão afim de assistir a algum filme de suspense/terror, recomendo que assistam Quarentena, que é ótimo mesmo, o final não é tosco, apesar de poder gerar controvérsias de opiniões, se você analisar, aquilo que aconteceu era inevitável. E outro que nem é assim de terror, mas um suspense bem legal, é Terror na Antártida que também é legal e o final não é decepcionante. O casal principal sobrevive! E mais uma vela, mas enfim. Pessoas vivem, e isso num filme de suspense é tipo, uma superação.

Beijos bem melecados na bochecha :*

Ressucitando a Literatura.

Por Amanda Steilein


Livros escritos há muito voltando à tona. O fenômeno Twilight deu partida e abriu as portas para livros de vampiros escritos antes dele, livros até mesmo melhores, porém que não tinham devida publicidade. O fenômeno Twilight não é por si só repleto de originalidades, Lisa Jane Smith já fez seus vampiros bons e vegetarianos antes de Stephenie Meyer, mas apenas agora Stephan e Damon Salvatore conseguiram seu espaço na mídia e nas livrarias. Assim como não podemos dizer que vampiros são uma coisa atual. Drácula de Bram Stoker já existia muito antes de qualquer outro livro do gênero, por mais diferente que possa ser o conceito vampiresco que Bram Stoker deu ao Conde.
Autores como Rachel Caine, Richelle Mead e PC Cast também adicionaram novas características aos seus vampiros, deixando-os devotos de uma deusa, estabelecendo castas ou trancafiando-os numa cidade no meio do nada. Mas cada uma dessas histórias tem como base o vampirismo original, sugadores de sangue, reversos a luz solar. Digamos que cada autora tem sua peculiaridade na hora de escrever as características prós e contras de seus vampiros. Edward Cullen brilha no sol, os vampiros de Rachel Caine e Richelle Mead enfraquecem nele. Tudo gira em torno de criatividade e imaginação, adaptações de velhos conceitos e melhoramento de outros.
E por que nós gostamos?
Bom, as pessoas tendem a gostar de coisas fora da realidade na qual vivem. É mais divertido ler algo que te faça realmente viajar em mundos inexistentes, coisas fora da realidade, uma fuga da sua própria vida. Até antes mesmo só tínhamos visto filmes e ouvido falar de vampiros maus, que sugavam sangue das pessoas e as matavam, que eram sádicos, que eram bestas demoníacas. E então, com o sucesso que foi o filme Crepúsculo e com a aceitação que o público teve do mesmo, antigas obras literárias reapareceram. Os vampiros bonzinhos tiveram seu espaço revogado, devolvido as suas mãos e enchendo nossas mentes de imaginação e irrealidade.
Alguns brilhando, outros enfraquecidos e outros, como os de Ellen Schreiber, transfigurando-se em morcegos e continuando bons, vampiros estão em alta e é isso o que as pessoas mais procuram ultimamente. A realidade alternativa, a fuga da própria realidade dura e cruel na qual vivemos atualmente. Afinal, sonhar um pouco faz bem a todos.

domingo, 23 de maio de 2010

edward cullen #

de novo, não se sintam ofendidas meninas loucas por edward cullen. aqui nada mais é que minha opinião sobre o vamp. beijinhos.

Edward Cullen. Ele brilha. É, ele brilha. Maaanow, ele BRILHA ! Caramba, quem quer um cara que brilha? Considero isso como tendência homossexual. Até mesmo num vampiro marmoreamente lindo como Edward Cullen. Até mesmo porque alguém que diz: "fale o que eu sou. alto e claro." merece um pouco de desmérito. Manow, essa parte do filme me fez rir. É sério, sem mentira. A garota toda surtada lá dizendo que ele é um vamp imortal e ele diz uma coisa dessas. Está bem Ed, mandou bem. Claro que mandou. Edward é meloso demais, compreensivo demais e respeitoso demais. Resumindo, o cara é chato. Não é sempre que as garotas querem ser abraçadinhas, se é que vocês me entendem. E não usem a desculpa do sangue-super-poderoso-da-bella. O cara vira a noite no quarto dela, cercado de coisas dela. Isso não é mais desculpa para nosso ancião de 100 anos. Nooops querido. Edward Cullen sem camisa não é exatamente uma escultura perfeita. É brancura demais, fato. -vocês assistiram lua nova.
Sei lá, acho que já vi mocinhos hot demais pra me impressionar com edward. Até porque depois de ler algo com Shane -mv, Patch -hush hush e, hum, sei lá, Daniel -fallen é pedir demais que me interesse pela personalidade equivalente a de uma parede como a de Edward. Porque Edward pode ter moralidade, principios e ser um virgem de 100 anos, mas personalidade que é a coisa interessante em uma pessoa, nada. Cada coisa que ele vai fazer, antes ele consulta dad carlisle cullen. Porque afinal, ele ainda mora com o pai, deve obediência e respeito ao doutorzinho imortal.
AH, TÁ BOM.
Isso chama-se independência vampiresca.
E cansei de gastar as pontas dos meus dedos com Edward. Vou fazer algo mais produtivo, como, sei lá, fuçar a comunidade do Rubro e tentar achar algo que tenha a ver com Tiago Pierry ou Maxim :D

beijo. e o post ficou horroroso, eu sei, mas vou postar de qualquer forma mesmo :3

preciso te contar uma coisa #

Galera, lembram que eu vivia postando sobre um livro que eu tava suer a fim de ler chamado Preciso te Contar uma Coisa da Melissa Hill e até pedi aqui no blog pra alguém me enviar, mas ninguém teve a condescedência de me enviar. *chorei litros*
Agora nem precisa mais mesmo.
Link para baixar aqui.
Wooow, finalmente alguém posta esse livro na internet porque varei o google procurando e nada u.u *Google é um idiota, falei mesmo ¬¬ Mas, enfim, o download foi disponibilizado. Já nem era sem tempo ! Nem vou postar sinopse e capa porque já postei duas vezes aqui e ninguém me deu bola .-. procurem na barra de pesquisa do ooh!! Google ali embaixo no blog, maaas bem lá no finzão da página.
Nem sei porque to explicando onde tá se sei que ninguém vai se dar ao trabalho de pesquisar ¬¬ Ô pretensão.
beeeeijos na bochecha :*

spirit bound ²

Galera, as meninas do fórum de VA já estão traduzindo Spirit Bound! Já tem 9 capitulos traduzidos aqui. Obrigada pela dica!

Era só isso, 2beijo:*

estética #

Por Amanda Steilein.
E estava eu aqui fazendo eu trabalho de filosofia sobre estética, copiando imagens e lendo artigos sobre moda e tudo o que ela nos proporciona quando resolvo pesquisar também sobre anorexia e bulimia. Pois é, o assunto tá meio batido, eu sei,  assisti a uns dez trabalhos com as mesmas imagens das mesmas garotas esqueléticas durante duas aulas inteiras (45 minutos dobrados), mas a questão é que mel dels, como as pessoas podem fazer isso com elas mesmas? Eu não consigo entender. Como alguém pode degradar tanto o próprio corpo? Caramba. Se você for ver mais a fundo, pesquisar umas imagens além daquelas que todo mundo copia simplesmente porque tá na página inicial (tipo, como eu fiz) você fica cada vez mais abismado com a situação. Além de tudo, muitas pessoas acham que é só com mulheres que isso acontece. Aí é que está o erro. Acontece sim com homens. Pode acontecer com qualquer um. Um meio de buscar a aceitação, se provar para si ou para alguém. Conseguir o que quer, no caso uma carreira de modelagem, ou talvez apenas a magreza, mas utilizando meios que acabam com sua saúde, trucidam qualquer chance de futuro que a pessoa possa ter. Por causa de uma porcaria de padrão de beleza. Sabe que a galera (os professores e toda essa gente fala quando tem algum trabalho pra fazer) sobre os blogs que as garotas e os garotos com a doença fazem para se apoiarem na internet? Pois é, eu estava pesquisando umas imagens na escola e eu cliquei em uma pra copiar e eu, como a estranha que eu sou, geralmente não clico em 'ver imagem no tamanho original', eu deixo a página abrir porque, talvez por algum milagre, o site no qual a imagem esteja anexada possa ser bom. No caso aqui, era o blog de uma dessas meninas. Eu li e cara, é incrível como elas realmente acham que estão fazendo a coisa certa. Elas realmente se apóiam. E a coisa de 'miar' e chamar anorexia de Anna? Caramba, isso é o que choca mais. Porque as pessoas criaram apelidos para se referirem à doença. E cara, isso é completamente broxante. Eu até anexei no meu trabalho porque achei super foda e além do mais, a galera sempre fala, mas ninguém nunca mostra nada. Eu resolvi mostrar. A garota falava sobre ela ter ido numa festa e ter aguentado ficar sem comer, mas não ter resistido no fim das contas, e de tão culpada que se sentiu acabou "miando" no banheiro da festa mesmo. E ela disse que odeia fazer isso, "miar" em banheiro desconhecido, porque fica todo mundo lá dançando, na boa e ela lá "miando". No final ela dizia que todas continuariam juntas (ela e todo o resto que seguia ela no blog) se apoiando e de boca fechada. Aquilo foi super foda. Tipo, caramba. Gente, como as pessoas são capazes de fazer essas coisas com o próprio corpo em prole de coisas tão banais como moda? Cara, isso é deprimente, faz você bater na testa e dizer "puta, e eu aqui reclamando dos meus problemas". Acho que bulimia e anorexia são doenças primeiramente psicológicas, que afetam antes de tudo sua autoestima e depois passam a atitudes radicais como a de provocar o vômito. E vocês sabiam que provocando o vômito, depois de um tempo há a descalcificação dos dentes? É, a perda do esmalte dentário. E as mulheres ficam sem menstruar e os homens tem impotência sexual. Pois é, a coisa é séria. Sem contar que quando o estomago fica tanto tempo sem receber uma quantidade razoável de alimentos ele demora a se acostumar novamente com ingestão de comida. Foda manow. Acho que a melhor coisa que fazemos é nos aceitarmos como somos, sejamos nós gordos ou magros, cada um de nós tem sua beleza e, francamente, a sua personalidade e o seu caráter valem muito mais do que um mero corpinho de violão e um rostinho plastificado cheiio de botox.

sábado, 22 de maio de 2010

vampire kisses, love bites #

Love Bites, Ellen Schreiber.

Sendo uma garota mortal namorando um vampiro, Raven sabe que o amor não é sempre fácil. Agora que os pais de Alexander voltaram para a Romênia, Raven e seu namorado vampiro dos sonhos estão felizes de voltar com seu romance secreto.
Mas logo outro visitante vem bater na porta: Sebastian, o melhor amigo de Alexander, chega para ficar na mansão. No começo Raven está cautelosa, e depois emocionada – essa é a chance perfeita para aprender mais sobre seu lindo e moreno namorado e seu passado. Raven esteve se pergutando se algum dia Alexander irá morde-la e fazer o amor deles imortal, e Sebastian pode ser seu guia para os hábitos amorosos de Alexander e seu tipo. Mas quando Sebastian se apaixona por um habitante em particular de Dulls, será que outro mortal vai ganhar uma mordida antes de Raven?

Ainda não tenho o livro e nem o link pra download, mas quando eu tiver, eu aviso vocês (y)

rubro #

Ajudem aqui a amiga do coração de vocês ! Participem da comunidade Rubro para conseguirmos atingir a meta de 900 membros e ganhar a gincana e ter minhas dez perguntas respondidas pelas autoras! Participem!



ajudem :#


filmes #

Heey, quem já assistiu Bastardos Inglórios aqui, hein? E Pandorun? Pois é, assisti esses dois filmes hoje e amanhã - se me sobrar tempo - pretendo assistir Vírus. E, ah, resolvi que vou fixar outra "dica" aqui no lado do blog >>. Sabe que toda semana eu posto o livro que eu estou lendo e uma dica de leitura. Além disso vou postar também uma dica de filme que eu vi e gostei, além de fazer a resenha e a crítica ui, que importância ¬¬ pra postar, lógico.
E hoje serão dois filmes que eu adorei. Então vamos lá galerê. Mentira. Serão três porque eu assisti Aprendiz de Vampiro e achei super, super mega master bom. E não só porque é de vampiro porque, er, não vivo num mundo fake.

Bastardos Inglórios:
Conta com a participação de nosso querido galã Brad Pitt (dels, é assim que escreve?) e é sobre a segunda guerra, porém com um enredo um tanto inusitado para um filme que passa naquela época. Os Bastardos é um grupo de judeus naturalizados americanos, os aliados, que partem para a França e estraçalham alemães sem dó nem piedade e, os que escapam com vida, tem uma, hum, pequena suática marcada na testa. À faca, meu bem, feita pelo Brad. Yeah, a coisa deve doer horrores. Enfim, a história é hilária, um humor meio negro levando em consideração as mortes que envolve, mas é mostrada a guerra e justamente a morte de um jeito cômico. E Brad Pitt de bigode já é cômico por si só. E o Urso Judeo e o alemão traidor são simplesmente hilariantes. O final é surpreendente já que como é um filme de guerra sobre a segunda guerra, sempre esperamos as coisas acontecendo da mesma maneira. Se você é espertinho já entendeu do que eu estou falando. (y)
assistam, vale super a pena ver :D

Pandorun:
Não é terror e sim, suspense. Se fosse terror, cara, teria que ser muito, mas muito, muito bom pra mim fazer propaganda gratuita. Filmes de terror são idiotas e não assistam Atividade Paranormal porque é tosco. Enfim, estamos falando de Pandorun. O longa se passa numa nave super gigantesca que esta navegando pelo espaço a quase um milênio para chegar ao destino - um planeta com habitat semelhante ao da terra e as pessoas estão sendo levadas para lá, junto com espécimes de tudo o que se presume ser importante. Não vai adiantar nada toda essa seleção se você prestar atenção no que acontece no fim do filme. E, relaxem, não vou estragar o filme. Os tripulantes da nave realizam o hipersono, que é ficar alguns anos dormindo. Pois é, uma hibernação quase eterna. Quando acordam, a memória geralmente falha, mas volta dentro de alguns meses, se você tiver sorte. Porém, há uma minima chance de acordar e apresentar sintomas de Pandorun, que é uma doença onde o cara fica paranóico, acredita que todo mundo vai morrer, surta e ejeta as capsulas com as pessoas hibernando rumo ao desconhecido e vasto breu do espaço sideral. É, uma cagada colossal.
O filme é bom, eu adorei e meu, sou super foda pra gostar de filmes de suspense ou terror pelo fato deles serem bem precários na maioria das vezes. Mas não é o caso de Pandorun. Vejam, vejam, vejam! Surpreendente o final, também. Você tem que prestar atenção em todas as partes senão fica boiando na reta final (y)

Aprendiz de Vampiro:
Primeiro: Jesus, o ator principal é um pãozinho êee, girazinha anciã e como diabos não vi ele em algum outro filme? Outra, essa do Josh não sei das quantas o garoto sobrinho do professor em Viagem ao Centro da terra ser vilãozinho foi bem cool. Já tava cansando de ver toda essa gente ser boazinha. E cara, o começo do filme é tudo de bom. Você simplesmente não espera os acontecimentos se desenrolarem da forma que desenrolam. Bom, pelo menos eu que não li o livro porque preferi me abster de mais uma decepção cinematrográfica. É um filme engraçado, tem romance, tem suspense, sobretudo tem ação e eu me apaixonei pelo Daren meio-vampiro lindo sz

Espero que tenham gostado. :B

spirit bound #


Vem cá, vocês tão ligados que lançou dia 18 de maio, né? Eu tinha té esquecido.
(momento silencioso, grilos criquilando ao fundo, todos olhando para Amanda com cara de paisagem como se ela fosse louca)
Tá bom, é óbvio que eu não esqueci ! Dãr, vocês acharam que eu ia esquecer de meu VA querido? Er, não. Claro que não.
E é exatamente pelo motivo do livro ainda estar em inglês (Jesus, necessito de fluência na língua mais falada do mundo -.-) e que provavelmetne vai demorar alguma década para sair a tradução, que eu li um spoiler/resenha na internet. Não é bem uma resenha super fantástica, mas tem as coisas mais importantes que acontecem no livro. E, admito, babeeeeeeeeei litros.
Aqui, o link.
SPOILER Yuuuuuuupi (er, tosco) o Dimka está a salvo o// (músiquinha estranha que o Silvio Santos canta que tem a ver com lelê) Yuuuuuupi *-* amo, amo, amo! e lá se foi minha teoria sobre Adrian morrer salvando o Dimitri pra Rose ! Ainda bem porque eu adoro o Adrian <3
aaaaaah, O Dimitri está salvo, virou dhampir de novo *-* Richelle super fofa e querida e amada por mim por ter salvado nosso Dimka #suspiros altos FIM DO SPOILER
Pronto, extravasei. Necessitava fazer um escândalo sobre isso. Agora fiz. Morram de inveja sobre isso. (?)
Quero dizer uma coisa: Obrigada à Maysa que me enviou Spirit Bound por email! Sério, salvou minha vida sempre <3 Então, galerinha amada, eu tenho :P só comentem se quiserem. E eu sei que vocês querem muuuuito. (Y)

era isso. beijinho, me liga depois meu amor :* (?) -estou idiota hoje, nem reparem.

domingo, 16 de maio de 2010

ah, que revolta meu beeem ¬¬

Porque o Restart não presta mais! E eu acho que é uma puta falta de sacanagem porque eu to aqui sem comer há umas cinco horas! Vou reclamar muito no twitter hoje!
Primeiro: se interna querida, Restart é o fim e é revoltante ver os fãs neuróticos fazendo sinais com as mãos do tipo heavy metal quando, dels, Restart nem rock é e essa coisa de happy rock é simplesmente broxante.
Segundo: para de chorar louca ¬¬ você estuda né? quantas horas? Cinco. Você geralmetne fica sem comer cinco horas. Não é nenhum drama ficar numa fila cinco horas e, vamos combinar, você foi, você passou a correr o risco. E dizer 'puta falta de sacanagem' é meio contraditório. Se mata.
Terceiro: Ninguém esta se importando se você vai reclamar muito no seu twitter hoje. A gente esta, digamos, se fodendo pro que você esta twittando. Se mata +1
E quarto: Se você vai deixar de ser fã de uma banda só porque os caras tinham algo mais importante pra fazer do que ir para sua cidade para uma tarde de autógrafos, fotos ou show ou sei lá o que eles iam fazer quando a galera gravou esse vídeo revoltante, você não é um fã de verdade. Estamos pouco nos importando para o que vocês, neuróticos das pulseirinhas, acham disso. E galera, sinto ser eu a informar vocês, estou me sentindo uma mãe quando conta para seu filho que papai noel é furada, mas alguém tem que dizê-lo. Os meninos do Restart não ligam pra vocês. Eles dizem que sim, mas a verdade é que não. E eles não se importam se vocês não curtiram deles não terem ido nesse show (?) para poderem ir num programa de tv que não era na mtv, pela primeira vez. Se vocês não entenderam a oportunidade única dos caras, problema de vocês. Sorry (y)
Ah, e quinto: A intensão não foi ofender e sim, estabelecer minha opinião sobre o vídeo do Restart que vi na escola :D -hehe na aula de filosofia. Mas, caso estejam querendo saber, não sou nenhum pouco fã do Restart e sim, eu fico puta da vida quando um dos caras da banda chega num programa e diz: 'estamos levando nosso rock para o coração das pessoas' puta, que rock manow! Aquilo tá mais pra teletubies evolution do que música.

3beijos meus amores ;*

sonhar #

Sempre queremos tudo. Mas e se tivéssemos tudo? Não teria graça nenhuma em viver a vida. Você ficaria ganacioso e seria arrogante e hipócrita. A beleza esta em conquistar o que deseja aos poucos, com garra, com vontade, criando aquele sabor na boca de vitória, conquista. A melhor coisa que existe é quando você consegue algo que deseja por seu próprio custo e mérito, sem precisar da ajuda de ninguém. Seus olhos brilham e você sorri. Você sonha de novo, resolve que agora precisa de outra coisa. E começa a batalha de novo. E vai ser diferente dessa vez porque você vai querer mais intensamente - e você sabe que consegue alcançar. Você sabe que possui potencial suficiente para alcançar aquilo que procura. E você vai fazer mais para conseguir dessa vez e a sensação vai ser sempre a mesma: realização.
Pode parecer besteira, pode até soar clichê ou superficial, mas é a verdade. A pura e simples verdade. As coisas que você consegue por si mesmo são mais bem vistas por você do que quando você corre pedindo ajuda para alguém. É ótimo ver seu trabalho revertido naquilo que você queria. Ver seu suor consistido numa coisa útil.
E se você tivesse tudo?
As coisas não teriam as mesmas cores, a vitória não beijaria seus pés, seus olhos não iriam cintilar de alegria, seu coração não aceleraria de ansiedade, você não ficaria realizado. Porque sempre faltaria alguma coisa. E essa coisa seria a felicidade. Porque é simples estender a mão e passar um cartão de crédito. Porém é melhor ainda estender a mão e contar as moedas que você juntou e conquistou com trabalho árduo e dedicação.
Tudo fica mais bonito quando colocamos nossa essência e nosso amor na mistura. Tudo fica melhor quando fazemos de coração, quando colocamos nossa verdade em cada mínima coisa. Tudo fica melhor quando realmente sentimos a brisa roçar nosso rosto e sorrimos porque o sol esta brilhando.
by Amanda Steilein

sábado, 15 de maio de 2010

a menina que roubava livros #


Eu disse que estava lendo e que quando terminasse de ler eu postaria a minha opinião. Pois então, terminei de ler e devo dizer que não consegui largar o livro nem um segundo sequer até terminar. Exceto, obviamente, a noite porque eu tinha que dormir por causa da aula de manhã ¬¬ Mas claro que eu levei o livro junto e fiquei lendo durante a aula de geografia porque o professor é uma anta total e tem cara de tartaruga. Não me perguntem porque, um amigo uma vez me disse que ele se parecia com uma e, bem, quando eu olhei eu pensei 'não é que é mesmo?'. Então ficou. Enfim, não estamos aqui pra falar do pior professor do mundo que é fetivo na escola e que não faz nenhum trabalho e dá notas pra você de acordo com a sua expressão. A menina que roubava Livros é simplesmente um dos melhores livros que eu já li. Sabe aqueles livros que - tipo Twilight - tem umas partes que você pula porque é enrolação demais? A menina que roubava Livros não tem enrolação. É super bom, a infância de uma menina alemã, pobre e filha de comunistas. Apaixonada inconscientemente pelo seu melhor amigo - o namorado que ela, Liesel, nunca teve - e adoradora de livros, tanto ao ponto de roubá-los. Mas no decorrer da história você vê que ela não rouba por roubar. E nossa, quando chega a parte que envolve judeus, especialmente um, a história começa a ficar tensa. Então quando Rudy começa a tentar convencê-la a dar um beijo, wow, e quando ela finalmente não nega, ele fica com medo e sai andando por ela. É linda a história.
Porém, cometi o erro de esperar um final feliz num livro que consistia em uma história de guerra, uma Alemanha nazista, governada por Hitler, onde não existem finais felizes. E com Liesel não seria diferente. Talvez seja porque a história é envolvente e fascinante ou talvez seja apenas porque estava acostumada com finais felizes, mas a questão é que não é chocante, nem inesperado, mas de qualquer forma, é emocionante.
SPOILER! Principalmente a parte que a Morte esta levando a alma do Rudy que ela diz que esse era o problema com esse garoto: ele a fazia chorar, ele fazia a Morte chorar, no caso. E eu me segurei para não derramar lágrimas também. E, palmas para Amanda Steilein, não chorei, porém com grande esforço e capacidade para conter o nó na garganta na garganta.
Vocês precisam ler A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak. É uma história de toda incrível, completamente envolvente. Leiam, leiam, leiam! (de novo, acompanhamento com palmas sincronizadas)

Rubro #

atualizei a aba fixa com o link pra comunidade do Paládio que ainda não tinha sido criada e com a sinopse de ônix, terceiro livro da saga e gente, passa lá na comu de Lótus (link no finzinho da aba fixa) que tem disponibilizado os três primeiros capítulos. Leiam, leiam, leiam (acompanhado por palmas sincronizadas)

- Ônix

Quando não se sabe... em quem confiar... deve-se seguir o coração? Quando tudo... vier a baixo... ele vai estar lá para te proteger?
Eu amo a guerra.
Eu amo a morte.
Eu amo a dor.
Eu amo você.

Era só isso. Beijos pras pessoas lindas que vêm ver meu blog. <3

happy birthday Ailly !

Aaaah Ailly querida, parabéns *-* te desejo tudo de bom, minha amiga linda, e o que mais eu posso dizer? Eu amo você ! sz Adoramos as festas de aniversário cools que você faz, tipo se entupir de coca-cola a tarde inteira e escutar Ke$ha (eka) e brincar de esconde-esconde com 16 anos na cara. Porque simplesmente é muito legal (x Ligar o chafariz e ver sua tartaruga que reside na lagoa atrás da sua casa, mesmo que você more nos quintos de Santa Luzia e demore quase meia hora pra chegar na sua casa, isso de carro. Também curto altos ir ver a 'floresta do crepúsculo' que tem perto da sua casa (x porque somos foda e escrevemos as crônicas da ameba gay e falamos no silêncio coletivo da sala de aula. Porque, er, naquela sala só nós - a galerê do fundo super legal (risos) - que falamos quando não deveríamos estar falando e mê, adoro que você me ajude a escrever frases em inglês porque, er, você é a única que faz um curso descente. Também adoro que você diga que vai me emprestar Marley & Eu e The Sims 3 e, até hoje, ainda não tenha trazido. Mas adoro você, muito, muito mesmo ! *-* my best friend, I love you! sz

inutilidade total.

então... segunda fui na biblioteca pública pegar um livro emprestado. tá e daí? E daí que tinha acabado de chegar Aura Negra e, pro desinformado que ainda não sabe, Aura Negra é o nome horrível que deram para Frostbite aqui no Brasil. Yeah guys, em vez de Ferida de Gelo, foi Aura Negra. Sim, grotesco. Mas enfim, a questão é que eu sou a primeira a pegar o livro emprestado e, mel dels, peguei na mão ! Encostei minhas belas e pequeninas mãozinhas num original Aura Negra ! Aa. #suspiros. E pra quem se pergunta se o título do livro está escrito mesmo no cantinho da capa e Academia de Vampiros escrito em vermelho, podem surtar, está sim. Horrível, eu sei disso. A questão é que essa é a terceira vez que eu leio o livro e - pasmem - minha mãe lê VA também. Sim. Ela leu O Beijo das Sombras quando eu peguei emprestado e ela adorou, disse que realmente é melhor que Crepúsculo e, OMG, pasmem de novo, ela esta lendo Glass Houses, MV, e disse que também esta adorando. E ela também é team Shane. Ah, eu amo minha mamis linda que lê meus livros e joga play comigo sz Ah, e obviamente ela vai ler Frostbite -porque eu me recuso a ficar falando Aura Negra. er.
Gente, eu quase quis esmagar minha cidade essa semana. Simplesmente porque aqui não chegam os livros da série A Mediadora com as novas capas, porém, na biblioteca do Senai de Schroeder - manow, Schroeder ! - chegaram. Sim. Eu broxei. Meu Deus. Prefiro me abster de qualquer comentário a respeito disso.
beijim geladim no lado da bochechim !

A capa é igual a capa virtual. É broxante essa coisa vermelha no fim da capa e esse zoom tosco que deram na original. Mas pelo menos não é um fundo rosa, dessa vez, e com um vitral. :)

news ~

meux fofix da mandix -hihi, zuuuei no xixisês :P
trilha sonora de Eclipse, er, o filme da Bella monga e do Edward tongo e do Jacob liiiindo ! e, para meu desânimo total, a trilha sonora oficial brasileira realmente tem uma música da Banda Hori. Sim, broxei total. Animem-se, pelo menos iremos ver Taylor Lautner sem camisa mais vezes ! :D

1. Metric – “Eclipse (All Yours)”

2. Muse – “Neutron Star Collision (Love Is Forever)”
3. The Bravery – “Ours”
4. Florence The Machine – “Heavy In Your Arms”
5. Sia – “My Love”
6. Fanfarlo – “Atlas”
7. The Black Keys – “Chop And Change”
8. The Dead Weather – “Rolling In On A Burning Tire”
9. Beck and Bat For Lashes – “Let’s Get Lost”
10. Vampire Weekend – “Jonathan Low”
11. UNKLE – “With You In My Head (featuring The Black Angels)”
12. Eastern Conference Champions – “A Million Miles An Hour”
13. Band Of Horses – “Life On Earth”

14. Cee-Lo Green – “What Part Of Forever”
15. Howard Shore – “Jacob’s Theme”
Na Trilha Sonora Oficial do Brasil, lançada pela Warner, há uma faixa bônus (FAIXA 16), com a música ETERNO PRA VOCÊ, da Banda Hori.

Para vocês broxarem mais um pouco... A Breve Segunda Vida de Bree Tanner será lançado em 5 de junho por aqui. Sim, eu prefiria mil vezes um livro do tipo Fallen, mas se eles querem tanto apostar na modinha de Stephenie Meyer que é de longe a melhor escritora que eu já li, bom, problema deles. Eu não vou gastar meu dinheiro comprando a história de uma personagem que aparece em, sei lá, umas três pgs de Eclipse e com toda a sinceridade que habita meu ser, Bree nem me despertou interesse, apenas me gerou repulsa quando aderiu ao movimento todos-amamos-a-bella-swan perguntando aos Cullen como eles aguentavam o cheiro da Bella. er, nojenta ¬¬
"Pela primeira vez Stephenie Meyer oferece aos fãs uma nova perspectiva do universo de Crepúsculo. Na voz de Bree Tanner, uma jovem vampira integrante do violento exército de recém-criados que assola a cidade de Seattle no terceiro volume da série, Eclipse, somos apresentados ao lado sombrio da saga.

Bree vive nas trevas, sedenta por sangue. Não conhece sua verdadeira natureza e não pode confiar nos de sua espécie. Sua breve história acompanha a semana que antecede o confronto definitivo entre os recém-criados e os Cullen – a última semana de sua existência."


há, pois é, as editoras deixaram a gente sem novidades interessantes ao longo da semana. Er, que coisa mais sem graça. ¬¬ idai, nós esperamos (emoticon bravinho mostrando a língua)

domingo, 9 de maio de 2010

♪ eu sou assim (...)

O que é o certo a fazer quando até esboçar um sorriso parece exigir muito? O que se faz quando todos estão dizendo não e as coisas parecem intermináveis? Não faço a menor ideia, porém sei que nunca devo me deixar abater - e é isso o que eu faço. Nunca me deixo cair. Se caio, ergo a cabeça e levanto. E eu sei que isso soa clichê, mas é a verdade. Não gosto que os outros - mesmo que sejam meus melhores amigos - me vejam vulnerável, abatida, sem defesas. Odeio com todas as minhas energias quando sentem pena de mim ou quando exigem de mim coisas que já deixei claro que não farei. E não estou dizendo coisas como lavar a louça ou algo assim. Estou falando de coisas mais grandes como quererem mudar meu modo de pensar e, eventualmente, de agir. Sei definir muito bem quando alguém está tentando fazer minha cabeça. E eu não me deixo levar. Eu não bebo numa festa mesmo que todos estejam tortos. Prefiro ter noção do que estou fazendo para não me arrepender futuramente. Meus amigos de verdade não me forçarão a nada - e, acreditem, eles não forçam.
Eu não vou mudar o que sou por ninguém. Nem que eu perca uma pessoa importante por isso. Afinal, se ela queria que eu mudasse, então talvez não devesse ser assim tão importante. Temos nossa essência e, se forem descentes e corretos, temos nossos príncipios também. E é isso o que nos constroe, nos molda e nos torna o que somos. Únicos.

hush hush !

Galera, a comunidade Traduções de Fromhell ah, já postei o link aqui antes, to sem paciência pra postar de novo :~ terminou de traduzir Hush Hush essa semana e -tcharã eu tenho ! Então, quem quiser só envia um email ou comenta no blog pedindo (y)

        - E agora o jeito é esperar Crescendo enquanto relemos Hush Hush, sei lá, umas trinta vezes. #suspiros ansiosos.

minha vida, meu tudo *-*

Às vezes eu sinto que sou meio anti-social no blog. Não me pergunte por que, apenas sinto que sou pouco emotiva e que não expresso devidamente meus sentimentos. Por isso - e por muitos outros motivos toscos e depreziveis que você realmente não iriam querer saber porque se não esse post viraria a hora do desabafo no Fala que eu te escuto - vou postar umas fotos minhas com meus amiguinhos tãaaaao queridos do dia 30/04 e só não postei antes porque, er, adivinha, esqueci :X  -sorry :(
Primeiramente: isso é de manhã, lá pelas 9 ou 10 horas, quando saímos da biblioteca pública de Schroeder porque o querido bibliotecário cortou a nossa internet ¬¬ dãr. estressadinho :~
Segundo: o local onde estamos é o posto Mime, que fica no centro da grande metrópole de Schroeder -HSDUFHSUFHSUFHSDFH acesso de risos incontrolável #chooorei.
Terceiro e último: não se engane. A pizza estava de longe boa. Tinha gosto de massa e, segundo minha amiga Steh, o presunto em cima parecia que estava crú. -HSDUFHSUFSUDFH era essa a intenção do presunto: estar crú (x ainda gostamos de você Stézinha <3

repare na garota de vermelho: sou eu o/

reflita: a garota de vermelho -hihi, eu esta mechendo nos dedos. Não é nos dedos e sim na unha que ela quebrou. Sim, trágico *snif. -brinks.

Nem vou relatar meu sábado trabalhando no dia das mães da escola porque fui chamada de TIA pelo menininho fofo e lindo que eu estava cuidando que, por acaso, é irmão de um amigo meu. Reflitam sobre minha reação ou a dos meus amigos presentes no instante do acontecido. (y)

Cara, o que falar de vocês? Eu simplesmente adoro nossas aulas improdutivas onde escrevemos nossas crônicas da ameba gay, quando ficamos conversando sobre nada em especial ou sobre como o Restart toca um rock pesado (risos frenéticos) e como o vídeo das crianças do Restart é fora de série. Adoro ficar expondo opiniões e criticando o que deve ser criticado sobre a politica da escola e participar do grêmio estudantil com vocês mofeeeem, vantagem de 300 votos na votação ;D. É simplesmente tudo acordar de manhã e saber que vou pra escola encontrar vocês e rir um monte de coisas que você só sabe que são idiotas e sem noção se você estiver prestando atenção na explicação -é porque aqui tem... 12. HSUDFHSUHFD. Amo vocês galerë linda <3

a menina que roubava livros, Markus Zusak #

 Só não posto sinopse porque não achei ¬¬ na internet só tem resenha e, dels, as resenhas contém mais spoilers do que o próprio livro e eu me abstive de ler poque estou só no comecinho e não quero saber o que acontece pela primeira vez na vida :~ Vou escrever então o que tem atrás do livro que eu peguei emprestado com meu amigo Tiago - nosso querido macho alfa <3 HSUDFHUSDHFUSD


"Quando a Morte conta uma história, você deve parar para ler."

-haha, morra de curiosidade ! HSUDFHSUFDH -brinks migz ♥
A história passa-se na época da segunda guerra, nos tempos que os judeus eram perseguidos ou, como a narradora cita no livro, quando era perigoso ter olhos castanhos. É retratada a infância de uma menina de dez anos que vive na Alemanha de Hitler. Sim, tenso. A menina é separada da mãe logo quando perde seu irmão, para viver com pais adotivos, sendo o pai adotivo um amor de pessoa e a mãe adotiva a personificação da irritação, porém a mãe a ama muito.
Não vou citar mais nada porque li bem o comecinho e, bem, é só isso que dá pra sacar no começo.

dois beijos na bochecha gorda :*

Novidades;

Galera ! Saiu a capa, o nome e a data de lançamento de Hush Hush aqui no Brasil *-*
e tchrã, vai ser dia 1º de junho -ânsias de emoção e o nome vai ser Sussurro. Okey, não reclamo do nome porque, dãr, se fosse a tradução literal, o título seria Silêncio, Silêncio. É... melhor Sussurro mesmo (: e o nome da saga vai ser Hush Hush mesmo, sem tradução (y) e a capa fodástica permanece ! I know, very cool *-*


Mudando de anjos para vamps vegetarianos, a Summit divulgou que, a príncipio, a data de lançamento para o filme Amanhecer seria 18 de novembro de 2011. Eu sei, que demora :x

E de vamps vegetarianos para os sanguinários mesmo, que cobram impostos na sua cidade secreto no valor, sei lá, de uma ou duas bolsas de sangue por mês, A Editora Underworld, divulgou essa semana a nova capa e o novo nome do primeiro livro de Morganville. O lançamento continua sendo previsto para agosto, o nome da série continua sendo Os Vampiros de Morganville, porém o nome do livro foi de Casas de Vidro para Casa Glass. Muito melhor, lógico, porque assim faz sentido.


E vamos então de Rachel Caine e Becca para Meg Cabot. Quem é louco varrido por Avalon High ergueu a mão lol  -hihi então senta, caso não esteja -N a Disney assinou contrato para lançar a versão cinematográfica desse livro e como as gravações há muito já começaram lá na Nova Zelândia, a previsão de estréia é lá pra setembro e outubro desse ano. Siiiim, que maravilhoso *-* O elenco conta com a participação da Selena Gomez, porém para o papel de quem, isso ainda é uma incógnita. Porém a atriz Britt Robertson já foi escolhida para incorporar nossa querida e fofa Ellie <3 

okey que a Ellie do livro é alta e tal e a atriz parece ser a maior nanica -er, sem ofensas, qualquer um é maior que eu e hoje fui chamada de tia por um garotinho irmão de um amigo meu que talvez bata no meu joelho mas enfim, curti altos *-*

big kiss :*

domingo, 2 de maio de 2010

♪ fissura por legião :x

Por Enquanto
Legião Urbana
Composição: Renato Russo

Mudaram as estações
E nada mudou
Mas eu sei
Que alguma coisa aconteceu
Está tudo assim tão diferente

Se lembra quando a gente
Chegou um dia a acreditar
Que tudo era pra sempre
Sem saber
Que o pra sempre
Sempre acaba

Mas nada vai
Conseguir mudar o que ficou
Quando penso em alguém
Só penso em você
E aí então estamos bem

Mesmo com tantos motivos

Pra deixar tudo como está
E nem desistir, nem tentar
Agora tanto faz
Estamos indo de volta prá casa.

<3

aaah. não resisto. #

antes de tudo, já queria pedir compreensão da galera que ama de paixão a saga Twilight e que esse post é escrito por mim (?) e é minha opnião, ou seja, não tem intenção de ofender ninguém exceto a Bella hihi
Estava eu em plena tarde de sexta-feira quando terminei de lavar a louça e meu melhpor amigo, Bruno love you <3 aparece na minha casa e começamos a falar sobre Twilight já que ele acabou de ler Amanhecer recentemente e também acha, assim como eu e metade das pessoas que eu conheço, que Amanhecer poderia ter tido uma luta super phoda pra compensar toda a preparação que eles tiveram o livro inteiro -NN eu e ele concordamos que Edward foi um banana de pijama, subindo as escadas -hihihi em relação ao romance-não-romance da Bella com seu vulgo best friend Jacob Black. Gente, fala sério. Meu amigo, um garoto que gosta de garotas, que vive pegando garotas, disse que isso era realmente uma viajem. E talvez, lá no tempo do tio Ed ♪ há dez mil anos atrás eles resolvessem isso ou no braço ou nos dez-passos-vira-e-atira, tipo faroeste. Tipo, coisas mais másculas do que simplesmente jogar com palavras. Eu e minha amiga Stéh adoooro você <3 chegamos a uma conclusão enquanto folheamos uma Capricho edição especial Lua Nova na biblioteca pública de Schroeder. Seria ela: Edward é meloso demais. Jacob é totalmente quente e sabe o que fazer. Se é que vocês me entendem #tosses. Então vem a Bella que, como concluimos, é uma totalm poia que não sabe escolher homem e, er, uma total lesada por ficar 'ah, mas não consigo ficar longe de ti, Jake' quando esta evidente que o garoto esta sofrendo por apenas ver o Edward com o braço na cintura da Bella. Agora imagine o coitadinho tendo que ver o nosso Ed transformado a Bella dele em vamp, tirando-a para sempre do seu alcance? OMG, como sou dramática -N Dels, e o imprinting com a Nessie? Estou até agora pensando se gostei ou não disso. Sei lá, acho que não porque, er, não teve exatamente o happy ending dele, pois Nahuel salvador da Nessie a qual é a única de sua espécie meia-vamp que não é sua irmã e que ele poderia amar sem cometer um incesto entra em ação. Acho que ele não vai deixar a única que não pensa em beber o sangue dele vinte e cinco horas por dia candidata a namorada simplesmente escapar de suas suaves e marmoreadas mãos para as garras patas -hihi do lobismomem er, transmorfo Jacob Black, macho alfa da matilha com o Seth e a Leah. Ah, eu quero um Jacob, não um Edward :)
dois beijos com batom vermelho que deixa marca na bochecha :*

dica #

lá vai: http://tepegoas7.blogspot.com/
o blog é gerenciado por 7 meninos que, na minha opnião de pessoa leiga, são super engraçados na medida certa okey, parece que to fazendo propaganda de gogoboy. mas não. enfim. dane-se.
O ponto é que o blog não ta mais tendo atualizações, tanto é que eu fui descobrir o te pego as 7 depois dos meninos o fecharem :( *snif, choros, lágrimas desesperadas -brinks.* mas você ri muito clicando no 'postangens antigas'. sério, vale super a pena. :D
meninos, adoro vocês (y)

beijo no cerébro dos meus queridos leitores. -q #pareijádesculpa

sobre opúsculo #

Escrito pelo grupo “The Harvard Lampoon”, responsáveis por outras sátiras a sagas famosas como “O Senhor dos Anéis”, o livro “Opúsculo – a Paródia” (”Nightlight” no original) conta a história de amor de Belle e Goose e o misterioso e brilhante Edwart Mullen.

A desajeitada garota obcecada por vampiros chega à cidade de Switchblade e observa estranhos acontecimentos. Um geek com nenhum interesse por garotas deixa seu almoço no prato e a salva de uma bola de neve ocasionando a revelação: Edwart só pode ser um vampiro.
Imitando a quarta capa do primeiro romance de Stephenie Meyer, a obra do grupo de Harvard é apresentado da seguinte forma:
“Sobre três coisas eu estava absolutamente certa.
Primeira, Edwart talvez fosse, muito provavelmente, minha alma gêmea.
Segunda, existia uma parte do vampiro dentro dele – que eu presumia que estivesse completamente fora de seu controle – que queria me ver morta.
E terceira, eu incondicionalmente, irrevogavelmente, impenetravelmente, heterogeneamente e ginecologicamente desejava que ele tivesse me beijado."
(sem foto porque a porcaria da minha internet resolveu travar e não abrir imagens do google ¬¬ -NN)

-NNNNN quem riu? ol -q quem quer ler? ol mimi. não consigo o download ._. galera hihi, meus amigos mais intimos a gente se trata por galerê (?) quem tiver Opúsculo - A Paródia pra me passar, por favor, me envia por email? tá ali do lado, vocês sabem :) thanks.

♪Eu não sou uma princesa. Isso não é um conto de fadas.

♪ trecho de white horse, da Taylor Swift.
Nunca acreditei em contos de fadas e nunca brinquei de ser uma dengosa princesa que morava num castelo e vivia esperançosamente na espera de que o príncipe encantado viria me buscar galopando em seu cavalo branco. Era surreal demais para mim. Minhas amigas me contavam suas fantasias, coisas como “o meu príncipe tem olhos azuis” e, como eu não tinha uma ilusão de um príncipe loiro com olhos azuis, eu me perguntava se tinha algo errado comigo. Com o tempo eu parei de fazer essa pergunta. Decidi que não era nada para se preocupar. Mas, apesar do mundo nada encantado no qual vivemos, minhas amigas continuam sonhando com o tal príncipe e o tal cavalo branco. Apesar do cavalo ter evoluído para um carro e o príncipe para um bad boy popular. Apesar de acreditar imensamente no destino, almas gêmeas e amor verdadeiro, não caio na de ficar imaginando o cara perfeito. Porque ele não existe. Existe a pessoa certa para você, não a perfeita. Ninguém é perfeito e ninguém mais reside num castelo. E eu não sou daquelas que ficam sonhando acordada com esse tipo de coisa impossível. Apesar de ser romântica.
Eu sei que o que é meu está por ai, em algum lugar guardado, esperando algo acontecer. Mas eu não vou surtar e sair procurando, ver se qualquer cara é o meu cara. Não é bom me confundirem com mais uma daquelas com a qual todos estão acostumados, aquelas que todo mundo aponta e diz que já pegou. Eu não sou assim. Não vou morrer de amores por um garoto, mas sou capaz de tudo pelos meus amigos. Não vou mudar quem eu sou por ninguém, é algo que eu nunca vou admitir que me peçam, algo que nenhuma pessoa no mundo pode me tirar. E é por isso que eu nunca mais me perguntei se tinha algo de errado comigo. Porque eu sei que não tem, porque eu simplesmente sou assim e não vou mudar porque as outras pessoas não gostam ou não aprovam. O problema é delas, exclusivamente e especialmente delas. Eu não tenho nada a ver com isso.
By Amanda Steilein (y’

ah. sei lá.

Vocês lembram de If I Stay? Claro que lembram. Não mintam, eu sei que vocês sabem de qual livro eu estou falando. Então, é, foi lançado no Brasil no ano passado com o título Se eu Ficar, e a Summit Entertainment comprou os direitos do livro, e a previsão de estréia é em 2011. :D mimimi. A única coisa que não cuurti foi que a diretora de If I Stay será aquela que dirigiu Crepúsculo - e vamos combinar, Crepúsculo não foi um filme bem feito, apesar de Lua Nova ter se superado horrores sem aquela corridinha estranha de efeito especial que tinha em Twilight e, er, o Edward tratar a Bella como uma pessoa e não como um saco de batatas, jogando ela com uma brutalidade travada (sabe a cena que ele leva ela pela primeira vez na clareira e sobe com ela nas costas e chega e simplesmete despenca a garota? É disso que eu to falando) e, pelo making off de Eclipse, wow, o diretor mandou supeeeeer bem. :) amei, amei, amei. 30 de julho: Eclipse and Beastly *-* Taylor Lautner, Robert Pattinson and Alex Pettyfer ao mesmo tempo nas telonas. OMG, eu travo.



fonte

casas de vidro? er, não!

Acaabei de ver a noticia de que o primeiro livro de Morganville aqui no Brasil vai ter o nome mudado. A Editora Underworld ainda não disse qual vai ser o novo nome, porém disse que o título será mudado a pedido de fãs. Sabe, ainda bem. :D    o//
mais news wu posto ;D

fonte

A mulher do viajante no tempo #

Lembram que eu falei desse livro aqui antes? E eu disse que era um livro super hiper ultra mega legal e lindo e que eu estava em cólicas para assistir o filme? Pois é. Eu assisti ontem porque minha querida amiga Hanna <3 alugou pra nós assistirmos felizes para sempre :)
E um: o nome do filme muda. É, não é "a mulher do viajante no tempo" como seria o certo e o legal e mais atrativo. Não, é "te amarei para sempre" é, eu sei, nada a ver, mas não é culpa minha e sim dessa galera que resolve traduzi as coisas errado. bleer ¬¬ vai dizer que você não alugaria o filmed e cara se o nome fossea tradução do literal? é, chama mais atenção, er. enfim.
E dois: OMG. OMG. OMG.
E por fim, três: é o primeiro livro que eu leio e simplesmente amo de paixão o filme. Sério, podem pasmar porque eu nunca, simplesmente nunca falo bem dos filmes pós-livros. (espero que Legião - sabe, o filme de Fallen né gente - e Beastly - A Fera, er, que dúvida - sejam uma excessão como Te amarei para Sempre *-*)
Sério, Eric Bana é simplesmente o Henry e o Incrível Hukk, hihi -q mais lindo que eu já vi. ah, babei. E a Rachel McAdams e amor da vida do Sherlock Holmes -hihi é uma ótima Clare.
E mê, os acontecimentos na história no filme tem uma relação bem grande com os do livro. Tá que algumas coisas acontecem meio fora de ordem ou fora de lugar, mas nunca tira aquele suspense, aquele drama e aquele suspiro todo que eu tive quando li o livro. Porque eu chorei um pouquinho no final. Ah manow, não enche. Eu admito. Fala sério, quem não choraria se a mulher esperasse pelo marido -morto- durante o maior tempo e quando ele aparece, aquele suspiro e aquele abraço. *-* Ah, e o jeito que ele pede ela em casamento no filme é simplesmente tudo. Quando tiver um namorado -porque sério, a situação esta meio complicada aqui- vou alugar esse filme e fazê-lo assitir a parte em que o Henry coloca o anel no dedo da Clare enquanto ela dorme. ah, eu quero um Henry também *-*
Enfim.
Sobre o trailer de Beastly que eu vi e simplesmente amei: adorei que a Fera não toda peluda e cheia de garras e esquisita e sim, um cara com a aparência toda retalhada. Cara, eu tenho noção do quanto isso foi mórbido e macabro, mas enfim. Alex Pettyfer fica lindo de qualquer jeito. E Daiana, eu sou de loiros e morenos, na verdade, sou do que agradar aos olhos e ao coração HSDUFHSUDF. eu sei. brega. E apesar de não gostar da Vanessa Hudgens e achar que ela é inteiramente Disney pra fazer filmes que não sejam musicais, admito que talvez ela combine só um pouquinho com o papel da Lindy. Tá que talvez ela não seja a toda marrenta Lindy, mas pelo que deu pra entender no trailer, a Lindy não vai parar na casa do Adrian/Kyle por causa do pai querido e viciado em drogas que praticamente dá ela pro 'fera' e sim, de um modo muito mais másculo :D tipo, aparentemente, o Kyle/scarface/fera/Adrian, salva a pequena Lindy de um assalto onde a Lindy acaba desacordada. E, sei lá, foi o que pareceu pelos 2 minutos e 36 segundos de trailer, não há espelho algum, e sim Adrian/Kyle/cara-retalhado-mas-ainda-assim-lindo seguindo ela pelas ruas a noite :X Ah, vamos combinar, muito mais romântico e impactante. Tipo, um cara seguindo o amor da vida dele e protegendo a mulher que ele ama de qualquer possível perigo com seus super poderes bestiais <3 aaaah, quero meu Kyle/Adrian *-* mas a personalidade do Adrian, porém a aparência do Kyle. Nãoq ue eu seja superficial e só olhe para o rosto, mas vamos combinar, a aparência ajuda sim. (: mimimi.
eeeenfim. Beijos :*

burned e kiss of death #

aaaah gente *-*
A Monique - super fofa e querida e meu Deus, minha salvadora - me enviou os dois livros em inglês por email :) e sim, vou começar minha luta para tradução no google tradutor em breve - se possível hoje (y) de qualquer forma, eu aviso quando tiver tudo traduzido. mas se ate lá alguém quiser os livros em inglês, só deixa um coment aqui no blog pedindo ou me manda um email. enfim, vocês já sabem o processo :D
explodindo de alegria #

ah, antes que eu esqueça: trailer oficial de Beastly (que a propósito vai estrear dia 30 de julho) aqui. E aqui ele legendado :) enjoy people :*

beeeeeijos e queijooos :*  - haha, boiei, eu sei. não faço mais :D