domingo, 4 de abril de 2010

Saudade :#

O que eu posso dizer? Perdi o contato com tantos amigos queridos que eu sempre queria que permanecessem na minha vida. Mas nem sempre as coisas acontecem como a gente quer. Principalmente isso. O que eu podia fazer quando um foi pra um canto e outro para outro? Deus sabe como eu queria que todos ficássemos juntinhos até o mundo deixar de ser mundo. Mas adiantou querer tanto? Até tentei fazer algo para impedir a separação e, convenhamos, se eu tivesse conseguido êxito não estaria escrevendo isso. Tem coisas que são inevitáveis e incontroláveis, eu aprendi isso, mas não quer dizer que eu aceito ou me conformo. Às vezes eu sinto que as coisas deveriam ter sido de outro jeito e às vezes, na maioria delas, eu penso que tudo que aconteceu foi bom porque se não tivesse acontecido, seria diferente, talvez eu não tivesse conhecido as pessoas maravilhosas que conheço hoje. Quem sabe? Tudo é tão imprevisível, tão misterioso. Acredito em destino, mas também acredito que podemos mudar o que já esta escrito. Acho que podemos sempre escolher algo diferente, traçar um caminho alternativo, escrever uma história nova, dessa vez com um final feliz. Têm vezes que eu penso como seria interessante poder voltar no tempo e consertar algumas coisas, então eu descarto o pensamento porque vejo que se tudo fosse assim fácil, nunca teria aprendido o que eu sei hoje. Se eu pudesse voltar no tempo e não cometer os erros que cometi, eu mudaria quem eu sou e eu definitivamente não gostaria disso. Se eu mudasse uma coisa mínima, um abraço, um sorriso, quem sabe no que isso afetaria meu futuro? Prefiro deixar as coisas como estão porque agora sim elas estão ótimas. Não acho que chorar seja a solução. Não gosto de ficar derramando lágrimas, prefiro simplesmente abrir um sorriso e seguir em frente. Pra mim chorar é só uma coisa que você faz e provavelmente vai se arrepender de ter feito, então, pra quê perder tempo com algo que você sabe que vai achar estúpido no instante em que terminar de fazer? A solução dos problemas não é se afundar em prantos e sim erguer seu queixo e não abrir mão das coisas que preza para resolvê-los. Tudo vai ficar bem, mas você precisa agir para que tudo fique assim. Aprendi que não adianta você sentar e apenas esperar que as coisas aconteçam. É necessário que você faças as coisas acontecerem de um jeito que você se lembre e diga que valeu a pena. Por isso eu não me arrependo de nada que eu fiz. Posso pensar que poderia ter feito de outro jeito, mas não me arrependo porque eu vivi aquele momento intensamente, do jeito que tinha que ser vivido. Do jeito que eu achei que me faria feliz.
by Amanda Steilein.

6 comentários:

  1. você já pensou em virar escritora?

    ResponderExcluir
  2. e por qe vc não vira?

    ResponderExcluir
  3. tipo, to escrevendo uma trilogia e um livro já ta pronto enquanto o outro eu já to terminando, mas primeiro preciso registrar o livro e toda essa coisa para então procurar uma editora e ver se dar de publicar (: E quando tiver registrado eu divulgo aqui no blog (y)

    ResponderExcluir
  4. é meio que um conto de fadas, mas nada de fadas madrinhas e todo mundo feliz e a personagem malvada é uma bruxa. Nada disso. Inoovei (#

    ResponderExcluir