sábado, 24 de abril de 2010

mimimi#

Ooi.

Ah porque vocês não presenciaram a cena que eu presenciei esses dias.
Eu estava na escola, sentada na minha cadeira durante o intervalo e conversando com minha amiga que senta na minha frente – a dita cuja que me emprestou o livro. Tudo bem. Nada de mais. De repente, chega meu amigo, pega o livro que estava em cima da minha mesa para ver o que eu estou lendo naquele determinado período e ele começa: “A mulher do viajante no tempo.” (pausa enquanto ele examina a capa – de repente começam os risos – minha amiga e eu olhamos para ele como se ele fosse um ser de outro planeta dizendo que tinha estacionado sua nave mãe logo ali no pátio da escola) “Editora Summa! (risos histéricos e olha significativamente para nós) Summa letras! (mais risos)”
Entenderam? Não? É, eu também demorei um pouco para perceber o trocadilho idiota. Garotos são toscos, estou conformada e aceito isso de coração aberto. Porque naquele momento, meu amigo de quase dezesseis anos pareceu meu irmão de treze.
É, também acho que o mundo está realmente perdido.

Ain, eu terminei de ler If I Stay! Jesus, que lindo *-* Chorei, admito. (e olha que eu não osu de chorar, então a coisa basicamente tem que ser super, hiper, master, mega, ultra linda/triste/romântica ao mesmo tempo pra me fazer derramar lágrimas) SPOILER: chorei duas vezes: uma na hora em que ela vê o avô dela chorando desesperado e ele diz pra ela inconsciente que ele quer que ela fique, mas ele entende se ela quiser ir. Tipo, ele diz que ela pode partir se quiser. Que ele vai entender se ela não quiser mais lutar. #rios e cachoeiras de lágrimas porque eu lembrei do meu avô que morreu e a nossa relação era parecida# E depois na hora que o Adam (namorado dela) vai lá, se faz de parte e diz pra ela bem assim: “Não me faça fazer uma música pra você.” Tipo, ele disse pra ela uma vez que ele não era bom em escrever músicas sobre amor e que para ele fazer uma sobre isso, ela teria que trair ele ou algo assim – ele pediu pra ela ficar. #oceanos. Ah, foram três vezes que eu chorei. No final, o Adam segura a mão dela e aperta e coloca a música que ela gostava nos ouvidos dela e ele diz que ele seria capaz de ajudar ela, que ele faria qualquer coisa por ela, que ele seria até capaz de deixá-la ir embora, mas apenas se ela ficasse. E aí ela volta pro corpo dela e reúne todo o resquício de energia que ainda lhe restava e apertou a mão dele. E aí eu chorei cascatas. *-* #SPOILER END.

Entãããão meus queridos! (er, pareci o Feter do PB agora, dãr.) rs.
Já ouviram falar de Opúsculo – A Paródia? Ah, então se preparem porque vai ter até versão multimídia. Sim, a sátira de Crepúsculo ganhará um filme. Sim, estou morta de ansiedade para assistir. E sim, não ligo pros fãs desesperados que não suportam sátiras ou criticas dos seus livros preferidos. Er, alôw, Crepúsculo não é assim tão bom, a Bella é uma digna pé no saco, o Edward é um Hamlet – em vez de ser o Romeu que todo mundo pintou – e eu prefiro MV. Sim, prefiro Shane e Claire. É mais tenso e mesmo assim não fica enjoativo porque, er, a Claire não é fodona. Nem a Bella, mas no Amanhecer fica tipo, “ó Bella, como você é super poderosa!” fala aí o Dra. Xavier ¬¬ sem contar que eu tava até comentando esses dias com minhas amigas de o que vai ser do filme de Amanhecer. Ah, claro. O filme inteiro os Cullen e mais um bando de vampirões super fodas que deveriam ser super bonitos – porém a produção do filme não nunca acha tantos atores lindos de morrer como deveriam – se preparando para uma provável guerra de vampiros que não chegará a acontecer. Os Volturi são pacifistas – fato. Se eu fosse o Aro não fica monologando quando deveria estar arrancando membros de alguém e depois tostando eles como churrasquinho gaúcho. Mas é o que eu penso.
Voltando para Opúsculo...
O mocinho se chama Etward e a mocinha é retardada. Não é bem diferente do original (há, deixa eu enxugar o veneno que escorreu aqui. bjs.) ah, gente, vamos combinar, a Bella é uma monga total. No Crepúsculo até que ela é bem inteligente, descobre as coisas com a maior facilidade e talz, porém, no Lua Nova, acho que o Edward – vampirão lindão tudo de bom exceto a melancolia excessiva e a moralidade extremamente frustrante (esqueça minha alma Ed! Quero ser vamp!) – ter ido embora deve ter afetado o cérebro dela. Acho que houve perdas irreversíveis de alguns neurônios importantes para o desenvolvimento mental da adolescente-mais-não-adolescente que eu já vi na vida. É Bella, tua moral baixo total. No Eclipse então a garota é tapada. No Amanhecer eu perdi completamente as esperanças com a maçaneta que Bella se tornou. Trágico, tinha tudo para ser uma vamp legal. Viu, foi fazer besteirinha quando não devia e engravidou! Há. Bem feito. E alguém mais concorda comigo que o cotidiano da Bella é totalmente fora do comum? Eu fui descobrir que a garota menstruava só no Amanhecer quando ela disse que tava atrasada e começou a ficar “oh meu Deus, eu estou grávida de um vampiro, o que eu faço? O que eu faço Rosalie?!” Pois é. E o que o Edward fazia quando ela menstruava? Tipo, o sangue dela era super poderoso pra ele, é de se pensar que a menstruação afetasse os sentidos do Ed. É tia Steph. A senhora esqueceu essa. Acho que a Bella já seria uma vampira muito antes se fosse depender do ciclo menstrual dela. Ou será que a not-vamp-girl ficou mocinha só ali? Hummm. Rs. Estou viajando. Mas que faz sentido faz. Imagina a Bella menstruada e o Edward do lado? É, caquinha.

Trecho de If I Stay (o que eu achei mais lindo *-*)
“Fique.” Com essa única palavra, a voz de Adam falha, mas ele engole suas emoções e continua. “Não existem palavras para o que aconteceu com você. Não existe uma boa palavra. Mas existe algo para se viver. E não estou falando de mim. É só que... eu não sei. Talvez eu esteja falando merda. Eu sei que estou
em choque. Eu sei que não digeri o que aconteceu a seus pais, ao Teddy...”
Quando ele diz Teddy, a voz dele se quebra e uma avalanche de lágrimas se derrama pelo seu rosto. E eu penso: eu te amo.
Eu ouço ele tomar golfadas de ar e se firmar. E então ele continua: “Tudo que consigo pensar é quão fodido vai ser sua vida terminar aqui, agora. Eu quero dizer, eu sei que sua vida está fodida não importa o que aconteça agora, para sempre. E não sou tolo o bastante para pensar que eu posso fazer algo para ajudar nisso, que qualquer pessoa possa. Mas não posso tirar minha cabeça da noção de que você não envelhecer, ter filhos, ir para Juilliard, tocar aquele violoncelo na frente de uma enorme platéia, para que eles tenham arrepios do jeito que eu sempre tenho toda vez que eu vejo você pegar o seu arco, toda vez que eu vejo você sorrir para mim.”
“Se você ficar, eu faço o que você quiser. Eu largo a banda, vou com você para Nova Iorque. Mas se você precisar que eu vá embora, eu faço isso também. Eu estava conversando com Liz e ela disse que talvez voltar para sua antiga vida seja doloroso demais, que talvez seja mais fácil para você nos apagar. E isso seria uma droga, mas eu faço. Eu posso perder você assim se eu não te perder hoje. Eu te deixo ir. Se você ficar.” Então é Adam que se solta. O choro dele sai como punhos batendo contra a pele macia.

6 comentários:

  1. Novo seguidor.
    Se eu disser que o blog é bom chega ser até óbvio.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho essa parte linda ...Aliás esse livro é perfeito...Está na lista dos meus preferidos junto com :

    Vampire Academy
    The Morganville Vampire
    The Mortal Instruments

    Ah,em breve vou add ao meu blog novas capas de If I Stay...Deixei um agradecimento para você no meu blog Amanda.

    Beijos!

    Melissa's

    ResponderExcluir
  3. rs. Ooooi Rogério meu amigo *-* :D

    Ai Melissa, If I Stay tem tantas capas, mas a que eu mais adoro é a que eu postei aqui *-* OMG! to indo ver agora ! :D

    Beeeijos pra vocês:*

    ResponderExcluir
  4. Ah..eu confesso
    Eu chorei lendo o livro
    simplesmente linda a história
    Valeu pela dica Amanda
    BJuhss

    ResponderExcluir
  5. Hááá!!! Só a Amanda entende como eu deteeesto a Bella!!! Admito que até gostava da atitude dela em Twilight, de moça independente e tal, mas a partir de New Moon ela fica uma toupeira: chata, estúpida e egocêntrica!!! #falumermo!!! hahaha
    O pior é que, apesar dela, esses ainda são alguns dos meus livros prediletos... Como eu queria Midnight Sun, tãão melhor ter a visão do Edward...
    Enfim, gostei muito da idéia de "Opúsculo", quero muitoo ler, mas ainda não tive tempo... :(

    Ah, Rogério: "Se eu disser que o blog é bom chega ser até óbvio" - Isso é FATO, né?! Parabéns, Amandaa!

    Máh B.

    ResponderExcluir
  6. Carolis - mê, de nada, eu tive a necessidade de postar a dica quando eu li o livro porque, admito, chorei também nos trechos ali em cima que eu disse *-*

    Máh - apoiada ! HSDUFHSDUF Bella emburrece no decorrer dos livros, como eu disse, a perda do Edward afeta a mentalidade dela, assassinando alguns neurônios, senão todos. e o pior de tudo é que eu tmb adoro Twilight e espero ansiosamente por Midnight Sun *-*
    aaaaah *-* obrigaaaaaada :)

    ResponderExcluir