segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

E mais livros ;

Confissões de uma Irmã de Cinderela (Gregory Maguire)
Sinopse: Todos nós já ouvimos a história de Cinderela, a bela criança transformada em escrava e renascida das cinzas. Mas e suas irmãs de criação, as duas exiladas na ignomínia pela fala da amável filha de seu padrasto? Qual destino é guardado àqueles desprovidos de beleza? E que maldições acompa-nham a bela aparência? Contextualizada na Holanda do século XVII, Confissões de uma Irmã de Cinderela conta a história de Íris, uma heroína peculiar que sai das ruas de Haarlem para um estranho mundo de riqueza, artimanhas e ambição. Seu caminho cruza-se com o de Clara, a menina misteriosa e assustadoramente bonita destinada a se tornar sua irmã. Enquanto Clara se refugia nas cinzas do acolhimento da família, Íris sai em busca dos obscuros segredos de sua nova casa e da traiçoeira verdade de sua antiga vida. Muito mais do que um simples conto de fadas, Confissões de uma Irmã de Cinderela é um romance de beleza e traição, ilusão e entendimento, que nos lembra que a decepção pode surgir, assim como o amor, dos lugares menos esperados.

Garoto Encontra Garota (Meg Cabot)
Sinopse: Conheça Kate Mackenzie, moradora de Nova York: ela é assistente da T.P.M. (Tirana, Perversa e Maldosa). Amy Jenkins, diabólica diretora de RH; o EX-NAMORADO a enrolou por 10 anos e ela está desesperada atrás de um conjugado bacana, barato. Já chega, né?! Pra piorar, a TPM. ordena que Kate demita a funcionária mais popular da empresa, o que a leva a ser processada pela demissão injusta. Mas, contrariando todas as probabilidades, Kate encontra o amor de sua vida no Tribunal Mais um delicioso livro de Meg Cabot, escrito sob a forma de e-mails, torpedos e memorandos corporativos.

Onde Terminam os Arco-íris (Cecelia Ahern)
Sinopse: Seria difícil dizer a quanto tempo Rosie e Alex são amigos. Desde pequenos se aconteceram notas em classe, brigaram-se, riram-se do narigão da senhorita Casey e inclusive se deixaram que falar porque Rosie não queria que a cadela do Alex fosse a sua festa de aniversário. Sem dúvida, parecem o um para o outro, e apesar disso, jamais lhes aconteceu sequer pela cabeça que sua amizade pudesse derivar em algo mais. Não obstante, o dia em que o pai do Alex aceita um trabalho em Boston, Alex deve abandonar a Irlanda com sua família e começar uma nova vida nos Estados Unidos, longe de seu país, e o que é mais doloroso, longe de seu melhor amiga. A amizade de ambos recebe um duro golpe; A partir desse momento, Rosie e Alex deverão aprender a viver separados, e só através de cartas, correios eletrônicos e chamadas de telefone poderão saber o que lhes proporciona o destino. Entretanto, esse mesmo destino muito freqüentemente escolhe ser caprichoso, sem lhe importar sequer a distância: Rosie e Alex deverão esperar a viver separados por um oceano inteiro para dar-se conta, pouco a pouco, sem logo que adverti-lo, de que o que aprenderam a viver como uma grande amizade é em realidade um sentimento muito mais profundo, difícil de descrever em suas cartas... Um amor que, mais à frente do arco íris, espera que um dos dois pronuncie seu nome e não renuncie à oportunidade de ser feliz.

PS: Eu te amo (Cecelia Ahern)
Sinopse: Apaixonados desde a escola secundária, Holly e Gerry era um casal que conseguia terminar as frases um do outro, e mesmo quando brigavam (como sobre quem sairia da cama para apagar a luz a cada noite) eles acabavam rindo. Holly não sabia onde estaria sem Gerry. Nenhum dos dois sabia. E foi assim que a lista começou como uma brincadeira. Se algo acontecesse a Gerry, ele teria de deixar para Holly uma lista de coisas que ela deveria fazer a fim de sobreviver sã e salva. Então, aos trinta anos, Holly vivencia o impensável: Gerry é diagnosticado com uma doença terminal. Holly não sabe e na verdade não quer continuar sem ele, mas Gerry tem planos diferentes para ela. Dois meses após a morte de Gerry Holly sai de casa e depara-se com um misterioso pacote. Quando o abre, descobre que Gerry manteve a palavra: ele lhe havia deixado a lista. Uma carta para cada um dos dez meses que seguiam a sua morte, todas assinaladas com um "Ps, eu te amo". As cartas instruem Holly a realizar uma sérei de tarefas inesperadas. Algumas delas a deixam rindo alto, outras fazem-na tremer na base.
Quer as execute sozinha ou com suas melhores amigas, as tarefas por fim mostram a Holly um mundo muito mais vasto do que aquele que foi forçada a deixar para trás. Rodeada de amigos e de inteligência aguçada e de uma família rude e cativante que a sufoca, ama-a e a deixa louca, Holly hesita, se contorce, chora, e brinca na sua trajetória em direção a uma nova vida.
Com uma linguagem nova e original em ficção, "Ps, eu te amo." é uma história terna, divertida e inesperadamente romântica, que os leitores guardarão em seus corações e mentes muito tempo depois de terem fechado suas páginas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário