sábado, 16 de janeiro de 2010

Trechos de Livros

"Você não pode forçar o amor, eu me dei conta. Está lá ou não. Se não estiver lá, você tem de ser capaz de admitir. Se estiver, você tem de fazer o que puder para proteger quem você ama."
(Frostbite - Pg 114 - Vampire Academy)

"Eu amo você," eu sussurro.
"E eu te amo". Ele sorri, seus lábios procurando os meus."Sempre amei. Sempre amarei."
(Para Sempre - Os Imortais)

“Eu me virei e continuei andando, mas ele me alcançou facilmente. A desgraça de ter 1,67 cm.”
(Vampire Academy - VA)

“Eu não podia parar de encarar a caverna, onde Dimitri estava, onde metade da minha alma estava. Ele não podia estar morto. Se ele estivesse, então certamente eu também estaria morta.”
(Rose Hathaway – Shadow Kiss - VA)

“E eu sai, sai para matar o homem que eu amava.”
(Shadow Kiss - VA)

“Oh, Deus,” eu disse; “Eu sou a filha de Zmey. Zmey Junior. Zmeyette, até.”
(Blood Promise - VA)

“Eu tinha um acordo sólido com deus: eu concordava em acreditar nele – somente – se ele me deixasse dormir aos domingos”.
(Vampire academy - VA)

"Se por 'devastadora', você quer dizer que deveria temer pela sua vida, então, sim. Você está certo".
(Frostbite – VA - /Rose para Adrian quando este diz que ela é devastadora com um olho roxo e roupa de frio)

"Ele não estaria vivo se tivesse feito isso".
(Frostbite – VA - /Rose para Adrian quando ele pergunta se foi o namorado dela que deixou seu olho roxo)

"Com certeza, minha beleza estonteante obscureceu sua mente".
(Frostbite – VA - /Rose para Adrian quando este questiona se ela não gosta mesmo de caras mais velhos, quando vê ela e o Dimitri discutindo)

"Dificilmente. O jeito que ele vai deixar ela em paz é se eu me oferecer para tomar o lugar dela". E hey, a amizade tem limite.
(Vampire Academy)

- "É, nós éramos fodas."
(Shadow Kiss – VA - /Rose e Christian)

“Hey Mason, enxugue a baba da cara. Se você vai pensar em mim nua, faça isso num lugar apropriado.”
(Vampire Academy – VA)

“Wow. O que ele fez para merecer isso? Resgatou órfãos de um prédio em chamas? Se foi isso, é melhor você se certificar que ele mesmo não colocou o prédio em chamas.”
(Vampire Academy – VA - /Rose para Lissa sobre o quanto Lissa esta arrumada para encontrar Christian)

“Será que você nunca vai poder sair por bom comportamento?” brincou ele.
“Claro” disse eu, por cima do ombro “Se eu algum dia ficar boazinha.”
(Vampire Academy – VA - /Rose para Jesse)

"A única coisa melhor que imaginar Dimitri me carregando em seus braços, era imaginar ele me carregando sem camisa em seus braços."
(Vampire Academy – VA)

"Eles me deixaram em paz já que eu não estava tentando bater em ninguém. Ainda."
(Vampire Academy - VA)

“Selvagem e desrespeitosa?” eu interrompi. “E quem diabos é você, afinal? Ajuda tercerizada?”
(Vampire Academy – VA - /Rose para Dimitri)

“Você contratou mão-de-obra barata estrangeira para proteger Lissa?”
(Vampire Academy – VA - /Rose para Kirova sobre Dimitri)

“Você não acha que já foi longe demais?” alguém disse.
Se eu fosse um garoto eu diria: Com a sua mãe? Mas como eu sou uma menina e bem educada, eu apenas perguntei: “Com o que?”
(Shadow Kiss – VA)

"Esse não era o Dimitri que eu conhecia. (...)Eu lutei um pouco mas estava tão presa quanto os Strigoi tinha estado quando eu e os outros estávamos caçando. O universo tem um senso de humor doentio.”
(Blood Promise – VA)

"Forçar uma criança de cinco anos a soletrar Vasilisa Dragomir e Rosemarie Hathaway era mais do que cruel, e nós teríamos – ou melhor, eu teria – respondido apropriadamente. Eu atirei meu livro na professora e a chamei de fascista bastarda. Eu não sabia o que aquelas palavras significavam, mas eu sabia como acertar um alvo em movimento."
(Vampire Academy - VA)

Ele andou na minha frente. Eu o estudei com cuidado, percebi que não podia deixar a oportunidade passar. Eu pulei atrás dele, me posicionando exatamente como ele me ensinou. Eu tinha o elemento surpresa. Tudo estava perfeito, e ele nem me veria chegando. Antes de eu fazer contato,ele girou em uma ridiculamente alta velocidade. Em um movimento, ele me agarrou como se eu não pesasse nada e me jogou no chão, me deixando lá.
Eu gemi. “Eu não fiz nada errado!”
Os olhos dele estavam no mesmo nível que os meus enquanto ele segurava meus pulsos, mas ele não estava tão sério como ele estava durante a aula. Ele parecia achar isso engraçado.
“O grito de guerra meio que te entregou. Tente não gritar da próxima vez.”
(Vampire Academy – VA)

O quão difícil seria, eu perguntava, sair com ele? Ele era legal, engraçado, e razoavelmente bonito. Nós nos dávamos bem. Porque eu fui pega por tantas confusões com outros caras quando eu tinha o cara perfeitamente doce que me queria? Porque eu não podia simplesmente retribuir os sentimentos dele?
A resposta veio até mim antes que eu terminasse de me fazer a pergunta. Eu não podia ser a namorada do Mason porque quando eu imaginava alguém me segurando e sussurrando coisas sujas no meu ouvindo, ele tinha um sotaque russo.
(Vampire Academy – VA)

“Isso não vai acontecer com você. Você é muito...” ele procurou a palavra certa, e eu, na minha cabeça imaginei várias possibilidades.
‘Linda como uma deusa. Muito quente e sensual.’ desistindo ele simplesmente repetiu: “Com você não vai acontecer."
(Vampire Academy – VA - /Dimitri para Rose)

Naquele momento, antes deu soltar, eu realmente contemplei minha morte. Eu entendi e a aceitei. Eu também, no entanto, sabia que Dimitri poderia fazer algo exatamente assim. Ele era simplesmente assim tão rápido e tão bom. Era por isso que eu estava segurando minha estaca na minha mão que estava livre.
Eu olhei nos olhos dele.
“Eu sempre vou te amar.”
Então eu empalei a estaca no coração dele.
Não foi um golpe preciso como eu gostaria, não com a forma com que ele estava se esquivando. Eu lutei para aprofundar a estaca o bastante no coração dele, insegura se seria capaz de fazer isso nesse ângulo. Então, a luta parou. Os olhos dele me encararam, atordoados, e os lábios dele se separaram, quase num sorriso, embora terrível e doloroso.
“Era isso que eu deveria ter dito...” ele arfou.
Aquelas foram suas ultimas palavras.
(Blood Promise – VA)

O chotki de Lissa estava em volta do meu pulso, e eu passei meus dedos pela cruz e pelo entalhos. Eu tentei desesperadamente colocar meus pensamentos em formas de oração, mas eu não sabia como. Se Deus fosse real, eu acho que ele é poderoso o bastante para saber o que o que eu estava dizendo sem necessariamente precisar de palavras. Horas passaram. Pessoas vieram e foram. Eu fiquei cansada de ficar sentada e eventualmente me estiquei pelo banco. Pelo teto pintado de dourado, mais santos e anjos olhavam para mim. Tanta ajuda divina, eu pensei, mas que bondade eles realmente estavam fazendo?
(Shadow Kiss – VA)

Lissa me observou, um milhão de pensamentos em sua mente. Ela avaliou minhas palavras, meu rosto, minha voz. E bem assim, ela finalmente entendeu. Ela finalmente percebeu o que eu sentia por Dimitri, que era uma ligação maior do que aluno-professor. Eu senti o reconhecimento acender na mente dela. Inúmeras conexões de repente se ligaram na mente dela: comentários feitos, jeitos que Dimitri e eu agíamos perto um do outro... Tudo fazia sentido para ela agora, coisas que ela tinha estado muito cega para notar. Perguntas imediatamente se espalharam, mas ela não perguntou nada ou mencionou o que ela tinha percebido. Ao invés disso, ela apenas pegou minha mão e me puxou para mais perto dela.
“Eu sinto muito, Rose. Eu sinto tanto, tanto. Eu não posso.”
Eu deixei ela me arrastar para longe depois disso, presumidamente para pegar comida. Mas quando eu sentei na cafeteria e encarei aquele prato na minha frente, a idéia de comer algo me fez sentir mais doente do que eu tinha estado perto dos Strigoi. Ela desistiu depois disso, percebendo que nada ia acontecer até eu saber o que tinha acontecido com Dimitri. Fomos para o quarto dela, e eu deitei na cama. Ela sentou perto de mim, mas eu não queria conversar, e eu logo adormeci."
(Shadow Kiss – VA)

(...) “Mas todo o resto... A atração – física e mental – já estava em você. E nele. Não teria funcionado caso contrário.”
(Vampire Academy – VA - /Victor para Rose)

Eu estava me apaixonando pelo meu instrutor. Estava me apaixonando pelo meu instrutor mais velho. Eu só podia estar fora de mim. Ele era sete anos mais velho do que eu. Tinha idade para ser meu... Bom, está certo, meu... Nada. Mas, mesmo assim, era mais velho do que eu. Sete anos é muito. Ele já estava aprendendo a escrever quando eu nasci. Quando eu estava aprendendo a ler e a jogar livro nos meus professores, ele provavelmente já estava beijando meninas. Muitas meninas, provavelmente, se levarmos em conta o quanto ele era bonito. Eu não precisava mesmo de uma complicação dessas naquela altura da minha vida.
(Vampire Academy – VA)

Ele encontrou meus olhos e sorriu.
“Hey Rose, bem vinda de volta. Você ainda está despedaçando corações?”
“Está se oferecendo?” Seu sorriso se alargou. “Vamos sair um dia desses e descobrir. Se você se livrar da sua condicional.”
(Vampire Academy - VA)

“Você viu aquele vestido?”
“Eu vi o vestido.”
“Você gostou?”
Ele não respondeu. Eu entendi como um sim.
“Eu vou por em perigo minha reputação se eu o usar no baile?”
Quando ele falou, eu mal pude ouvir ele.
“Você vai por em perigo a escola.”
(Vampire Academy – VA - /Rose e Dimitri)

Os lábios dele encontraram com os meus. Eu fiz um pequeno som de protesto e tentei em vão escapar do seu abraço. Ele era muito forte, e depois de um momento, eu não queria escapar. A mesma sensação de antes me inundou. Seus lábios estavam frios, mas o beijo queimava entre nós. Fogo e gelo. E ele estava certo – eu o beijei de volta.
(Blood Promise – VA)

“Eu não quero cortar meu cabelo.” (...)
“Não corte.” ele disse rude.
“Mas ninguém vai ver minhas tatuagens se eu não cortar.”
Ele se moveu para perto da porta, um pequeno sorriso nos seus lábios.
“Use-o preso.”
(Vampire Academy - VA)

“Matar você; bem, não é tão simples.” ele disse.
A voz dele diminui para um sussurro baixo de novo, como uma cobra deslizando sobre minha pele.
“Existe uma terceira opção. Eu poderia despertar você.”
(Blood Promise - VA)

“Não, eu gosto de Avery... Ela faz você sorrir mais.”
“Você me faz sorrir.”
“É por isso que acrescentei o mais.”
(Blood Promise - VA)

“Acredite no que quiser... Eu não quero mais você.”
Os lábios dele se curvaram em um daqueles sorrisos assustadores e maliciosos.
“Você esta mentindo. Eu sei. Eu sempre fui capaz de saber.”
(Blood Promise – VA - /Rose e Dimitri)

Então, sem aviso, ele caiu na neve ao meu lado, ficando ali em silêncio.
“Ok.” Eu disse quando ele não fez mais nada. “Agora você tem que mexer seus braços e suas pernas.”
“Eu sei como fazer um anjo de neve.”
“Então faça! Ao contrário, vai parecer apenas com um contorno de giz numa cena de crime.”
(Blood Promise – VA - /Rose e Dimitri)

Eu alcancei o tijolo solto que eu havia usado formalmente para invadir antes. Mas quando eu puxei, um envelope com o meu nome escrito caiu.Eu corri para o portão da frente e segurei a carta embaixo da luz. Eu vi meu nome claramente. Eu puxei um cartão preto. Em letras vermelho sangue quatro simples palavras: PORQUE EU AMO VOCÊ. Eu acariciei as palavras com a ponta dos dedos e segurei a carta no meu coração. Lágrimas caiam do meu rosto enquanto eu escapava pelo portão da Mansão. Era como se uma estaca tivesse sido enfiada no meu coração.
(Vampire Kisses – VK / Raven quando encontra carta que Alexander deixou pra ela antes de ir embora)

Manter o amor enterrado era como manter a raiva enclausurada, eu aprendi. Te corrói por dentro até que você quer gritar e chutar algo.
(Shadow Kiss - VA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário