sábado, 30 de janeiro de 2010

Sentar e esperar? Definitivamente não.

Com o tempo você aprende que não importa o quanto você chore, o quanto você se revolte e o quanto você brigue - o tempo não volta. Você se dá conta de que levar um fora é parte da vida e não adianta nada você sentar e chorar litros por isso. Você tem de erguer a cabeça e pensar que esses são riscos que você corre e que se aconteceu assim, pelo menos você teve coragem o suficiente para declarar seus sentimentos. Você realmente vê que não compensa brigar com seus pais porque você um dia vai acabar dando razão pra eles, que desprezar amigos por causa de namorados é ridículo, pois namorados dificilmente sobrevivem ao tempo, mas os amigos sempre estarão do seu lado quando esse namorado for embora. Você aprende que é mais importante dar valor aos seus principios e ao que você pensa de si mesmo do que o conceito que os outros tem de você. O que importa é o que você realmente é e o que os outros pensam disso é um problema inteiramente deles. Não adianta nada mudar por um amor ou para ser aceito por alguém, você se valoriza muito mais dando-se a chance de ser você mesmo e ser feliz fazendo o que VOCÊ quer e sente vontade. Você toma consciência que se você respeitar vai se dar muito melhor na vida do que se não o fizesse. O respeito é o primeiro passo para o sucesso. Você enxerga que levar desaforo para casa é a coisa mais horrível do mundo, mas que algumas vezes é necessário, pois você poderia se arrepender de coisas que disse no calor da hora. Que amizades na adolescência raramente sobrevivem ao tempo, mas que nada é impossível se você tiver esperança e tentar fazer algo para mudar as estatísticas. Você finalemnte vê que a vida é curta e que dela nós não levamos nada exceto nossa essência e que deve-se vivê-la por você mesma em jamais em função do que acham os outros, pois a vida é SUA e a sua história é VOCÊ quem escreve.

By: Amanda Steilein:*

Nenhum comentário:

Postar um comentário