domingo, 13 de dezembro de 2009

Momento: Morganville Vampires

Estava lendo Glass Houses (MV) semana passada e estava pensando em como o primeiro volume das séries, o começo de tudo, a insinuação dos romances, é interessante e cativante. Veja bem, acho que não foi apenas eu que achei, quando li Glass Houses pela primeira vez, que Claire iria fazer par com Michel. Primeiro ela descreve ele como um deus grego - dando muito mais detalhes para ele do que deu para Shane - depois ela descobre o segredo mais secreto dele e então os dois dividem aquilo e criam uma relação mais confiável. Então ocorre o episódio Shane/quarto secreto/Claire agente vamp infiltrada, onde ela diz que nunca machucaria Michel porque ela gosta dele. Okeeey, ali eu pensei 'ha! eu sabia! tudo tão tipico desses livros, o mocinho misterioso e certinho com a mocinha. que podre.' e depois a reviravolta da história quando Claire percebe que Eve esta a fim de Michel. Aí eu pensei 'okeey, triângulo amoroso. tão tipico.' ai eu continuo lendo e furo meus olhos quando ela decreta a Michel - enquanto eles lavam a louça - que Eve gosta dele. Nenhuma garota perdidamente apaixonada por um cara faz isso. Então começam as insinuações sobre como Shane é lindo e fofo com ela, como ele fica 'nervoso' quando esta perto dela. Ammmei o que a Rachel fez com Claire e Shane. O garoto rebelde com a garota certinha e inteligente. O interessante é que não fica um romance mel-com-açúcar - tipo Twilight /taeuparo - que fica chato pra caramba de ler, não, sempre tem ação e apesar deles sempre darem uns amassos, a vida deles constantemente esta em risco e o mais interessante ainda é que toda essa tensão também não fica enjoativa. Acho que é a combinação do romance 'proibido' com a ação de Morganville. Além de ter bastante sarcasmo e ironia, o que, na minha opinião, é o melhor humor que existe.
Em The Dead Girls Dance, quando o Shane é acusado injustamente de ter matado Brandon e por isso é Amelie retira sua proteção dele - mesmo sabendo que nosso querido mocinho é inocente /ela diz isso para Claire quando esta vai pedir ajuda pra ela - e ele é condenado, juntamente com seu pai caçador-de-vampiros, a queimar dentro da minuscula jaula em praça pública, o encontro dele com Claire depois do julgamento de Shane é simplesmente l-i-n-d-o. Eu chorei nessa parte e tipo, eu não choro. Nunca. :x E quando o Michel pede pra Amelie transformá-lo para ele poder sair e ajudar Shane, outra parte que eu achei linda. Ele sacrificou os principios em prol da sua lealdade e amizade para com seu amigo.
Rachel escreve de um jeito tão extrovertido e profundo, que se você é uma pessoa que não valoriza amigos e família, você passa a valorizar em dois tempos. Em Morganville se você não tem amigos - você não tem ninguém. É uma história ficticia, mas com valores reais. A amizade e o amor verdadeiros são os mais citados. Os quatro amigos fariam tudo um pelos outros, enquanto do lado, digamos, semi-negro da história - como Oliver e Amelie /amo os dois personagens, mas temos de ser sinceros. - o ponto é: 'se isso me trouxer algo realmente bom em troca, então eu te ajudo, caso contrário, a porta esta aberta, pode ir.' Tipo, eu adoro a Amelie, mas francamente, ela precisava ser tão fria? Eu cheguei a curtir um pouco - só um pocuo de nada - o Bishop, porque ele agia abertamente, se ele não gostou da atitude de Claire ou queria matar Shane, ele foi sincero com isso, disse e deixou a questão clara para Claire, Amelie não. Parecia que ela queria Shane morto para ter Claire só para ela. Ugh. Achei tipo, woow, quando o Sam morreu e no começo de Fade Out ela meio que fica maluca e tenta se suicidar - eu sei humor negro, mas pensem na cena de uma vampira tentando se suicidar com duas moedas de prata cravadas nos pulsos (x ai, ai, eu ri muuito :x - e ai no meio da bagunça da Amelie esquecendo da relação com a pulseira de Claire - eu disse, maluca - Morley aparece e então depois Oliver. O que diabos eles estavam fazendo lá? Okey, episódio superado.
No final das contas Amelie se prontificando para virar a nova Ada, isso foi tipo um 'olá, eu quero me matar, mas vocês podem fazer isso' e então depois ela negando deixar Morley sair de Morganville, colocando assim o trato que Claire, Eve e Shane haviam feito em risco: A liberdade de Morley, caso contrário, Eve e Shane mortos. Sim, Fade Out termina bem assim, com a Amelie negando isso, então Claire tentando insistir e daí Shane abraça ela e diz que amanhã é outro dia, que eles ainda tinham um mês para isso. Ah, também têm, não muito antes disso, o Myrnin tendo de morder a Claire e devo dizer - Eu sabia que isso ia acontecer! E eu também sabia que não seria simplesmente por causa de um surto dele. Seria por uma coisa mais produtiva, tipo salvar a vida de ambos (:
Enfim, eu amo The Morganville Vampires e espero que Rachel continue escrevendo, afinal, até o 12º livro estamos despreocupados, pois ela tem contrato *-* Okey, meu momento nostalgia MV acabou e olha que eu nem cheguei a falr muito do Myrnin - doidinho fofo e doce - e da Kim - vaca, odiosa e muitos outros xingamentos que eu poderia expressar mas sou muito educada para isso.
Enjoy (y)

Um comentário:

  1. Okey Amandaa, entãao pensamos iguaal.
    Caraa como voc disse, eoou tambeein pensei qe a Claire ia fazer par com Michel, e depois todo o triangulo amoroso. Ai eu quase derreti qando ele fica com o Shane e ae pra frentee..

    E qase entrei em combustao expontanea qandoo ele disse qe a amava, caara' The Best*

    agora eu fiqei curiosaa.

    Voc naao gostaa da Saga Twilight ??

    ResponderExcluir